Clicky

Selecione a cidade
4020-9734

Notícias › Educação


Você sabe o que faz um gestor hospitalar?

Entenda como trabalha um profissional formado em Gestão Hospitalar
Por: Henrique Nascimento 19/05/2017 - 08:22 - Atualizado em: 19/05/2017 - 12:00
Gestor hospitalar no notebook/Fonte: Freepik
Conheça o curso e o que faz um profissional da área

Você já se perguntou quem administra um hospital? É um administrador como o de qualquer outra empresa, que fez um curso de administração e resolveu abrir um hospital, ou é um profissional da área de saúde? É como em Grey’s Anatomy, onde médicos do Seattle Grace, hospital da série, concorrem para liderá-lo e terem o cargo de “chief”?

Leia também: O segredo das vendas: a atuação do profissional de marketing 

Na verdade, quem conduz um hospital, além de outros espaços de saúde, é um gestor hospitalar. Para compreender melhor o que faz esse profissional, conversamos com o professor João Henrique Costa, coordenador do curso de pós-graduação da UNINASSAU. Confira o que ele disse sobre os cursos de graduação e pós-graduação em Gestão Hospitalar e o que faz um profissional da área.

Henrique Nascimento:  O curso de graduação em Gestão Hospitalar é mais voltado para a área de administração ou de saúde?

João Henrique Costa: O Curso de Graduação em Gestão Hospitalar é voltado para administração hospitalar focando um Sistema de Saúde o qual está inserido em seu contexto de atuação (Público ou Privado). Pois, envolve um planejamento estratégico e gerenciamento de sistemas da saúde, no que diz respeito às análises em seus processos logísticos, compra de materiais e equipamentos, Coaching, Mentoring e Gestão de pessoas [...], buscando soluções de problemas técnico-administrativos e o seu desenvolvimento, visando sempre a redução de custos com otimização, eficiência e eficácia em seus serviços prestados, tendo como produto final a satisfação do seu usuário.

Henrique Nascimento: É necessário ter graduação prévia na área de saúde para cursar a graduação em Gestão Hospitalar?

João Henrique Costa: Não há a necessidade de ter graduação na área de saúde de forma prévia, pois o curso deve oferecer ferramentas suficientes ao aluno para transformá-lo em um gestor hospitalar, através do ensino de fundamentos da administração e questões práticas da realidade diária dos hospitais, contribuindo em atuar na administração de empresas públicas e privadas voltadas à saúde [...]. No Brasil, os cursos de gestão hospitalar são de nível médio (técnico), superior (tecnólogo) ou de pós-graduação lato sensu (especialização).

Henrique Nascimento: Quais as atribuições de um gestor hospitalar?

João Henrique Costa: Um Gestor Hospitalar é um profissional habilitado para participar do planejamento, controle e avaliação do gerenciamento e organização dos processos de recursos humanos (acompanhar o desempenho da equipe de profissionais e controlar o quadro de servidores), físicos (estrutura – física da instituição de saúde) e financeiros (controle de compras e custos); ter liderança em sua equipe multiprofissional de apoio técnico – administrativo; realizar diagnóstico e solução de problemas técnico-administrativos; supervisionar a execução de contratos e convênios; controlar, compras, logística, distribuição e estoque de materiais e equipamentos; implementação de políticas públicas de saúde; gerenciar serviços e unidades de saúde e seus processos de trabalho; participar do tratamento estatístico de indicadores de saúde; promover apoio, assistência e segurança ao paciente.

Henrique Nascimento: Onde um gestor hospitalar pode atuar?

João Henrique Costa: O gestor hospitalar pode atuar na área administrativa de hospitais, clínicas, policlínicas, centros de saúde, ambulatórios, laboratórios, consultórios e demais instituições de saúde públicas e privadas, empresas seguradoras e de medicina de grupo, além de ser empreendedor e gerenciar seu próprio negócio, como empresas que prestam consultoria na área da saúde.

Henrique Nascimento: Um gestor hospitalar pode desempenhar o papel de um profissional de saúde e também gerir um hospital ou outro espaço? Exemplo, um médico que faz atendimentos e também cuida da gestão do ambiente de trabalho.

João Henrique Costa: Sim. O profissional de saúde (médico, enfermeiro, farmacêutico, fisioterapeuta, etc.) pode exercer sua prática profissional e ser gestor administrativo em uma mesma instituição de saúde, desde que seja em horários diferentes e que seja capacitado para esta função, além de possuir uma equipe multiprofissional também capacitada para garantir suporte de apoio técnico-administrativo visando sempre a qualidade das ações e serviços de saúde prestadas e otimização dos gastos, e com isso garantir a satisfação da população como produto final.

Henrique Nascimento: Qual expectativa salarial para um profissional graduado no curso de Gestão Hospitalar?

João Henrique Costa: Não existe um piso salarial mínimo único para profissionais gestores hospitalares. O Salário seja a ser relativo, pois depende de vários fatores, tais como se o profissional graduado ou especialista em Gestão Hospitalar for exercer sua prática em instituição de saúde de pequeno, médio ou grande porte, ou seja, depende do nível de complexidade da instituição de ações e serviços de saúde ofertadas à população; do Nível Profissional que irá ser exercido na empresa (Trainee, Júnior, Pleno, Senior e Master); existência de boa ou pouca demanda de profissionais na região do Brasil; da quantidade de capacitações e educação continuadas realizadas pelo profissional gestor hospitalar, com média salarial que pode variar de R$ 4.500,00 a R$ 8.000,00.

Henrique Nascimento: O que os cursos de pós-graduação em Gestão Hospitalar da UNINASSAU oferecem ao aluno de diferencial para o mercado de trabalho?

João Henrique Costa: Não somente o Curso de MBA Gestão Hospitalar e Sistemas de Saúde, mas todos os cursos de Pós-Graduação ofertado pela UNINASSAU à sociedade apresentam como diferencial a abordagem de ensino-aprendizagem por resolução de problemas (ARP), mais conhecida como PBL - do inglês Problem Based Learning, com disciplinas de Resolução de Estudos de Casos reais, que têm o objetivo de inserir o aluno no contexto da pesquisa científica, apresentando a ele de maneira prática, coletiva e interdisciplinar, os fundamentos de resolução de problemas e conflitos reais. [...]

Além disso, existem outros diferenciais para o mercado de trabalho, tais como:
1 Propiciar formação de base humanística, que possibilite atuação profissional orientada por princípios éticos e comprometida com as mudanças necessárias no Setor Saúde;
2 Garantir especialização profissional (teórica e prática) sólida com base científica nas diversas áreas que compõem a gestão de serviços e sistemas de saúde;
3 Desenvolver no profissional Gestor Hospitalar uma postura crítica, criativa, inovadora, flexível, intuitiva e responsável, capacitando-os em fazer transações comerciais, organizando e implementando-o as diversas formas de intervenção;
4 Desenvolver o espírito de empreendedor, formando profissionais com conhecimentos, competências e habilidades a desenvolver projetos e atuar no planejamento e operação.


Tem mais alguma dúvida sobre o curso ou sobre a profissão? Deixe aqui nos comentários.

Comentários