Clicky

Selecione a cidade
4020-9734

Notícias › Educação


UNINASSAU firma parceria com a Secretaria de Desenvolvimento Social

Acordo vai implantar projeto de estudo de casos no Cras da Rua Nova
Assessoria de Comunicação Por: Paula Cruz 18/10/2018 - 15:26
Imagem mostra pessoas reunidas
O papel da Instituição é contribuir nesse processo de transformação
A Faculdade UNINASSAU Feira de Santana firmou parceria, na última quarta-feira (17), com a Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social. O objetivo é implantar projeto piloto de estudo de casos para o Centro de Referência de Assistência Social (Cras) do bairro Rua Nova.
 
Na ocasião, o diretor da UNINASSAU, Edemilson Sarmento, e as professoras Elisangela Calado e Louise Sobral realizaram a apresentação e as diretrizes para realização do projeto aos colaboradores do Cras.
 
O secretário de Desenvolvimento Social de Feira de Santana, Ildes Ferreira, também participou da reunião e afirmou que expectativa sobre o projeto é grande. “Tudo depende da gestão eficiente. A partir disso, cumprimos metas, o serviço melhora e a população de Feira de Santana se beneficia. Além disso, no estado da Bahia, é um projeto inédito no ambiente de assistência social. Sem dúvida, é de uma simbologia enorme, pois esse projeto dando certo, iremos replicar para os demais 14 Cras”, disse.
 
A assistente social e coordenadora do projeto, Mirian Moraes, explica que a intenção é tornar o Cras da Rua Nova uma referência de atendimento aos demandatários. “Aqui, temos psicólogos, assistentes sociais, serviços de convivência com idosos, crianças e adolescentes. Nosso desejo é surpreender esse público com o melhor serviço”.
 
De acordo o diretor da UNINASSAU, Edemilson Sarmento, o papel da Instituição é contribuir nesse processo de transformação. “Por isso, colocamos nosso corpo docente e discente à disposição, para se aprofundar com relação às rotina e processos organizacionais do Cras”, completa.
 
Segundo a coordenadora dos cursos de Gestão da faculdade, Elisangela Calado, “a administração é uma arte e, nesse momento, visamos juntamente com mais quatro alunos realizar um diagnóstico e colocarmos em prática as teorias que são aprendidas no ambiente acadêmico, para que assim possamos propor melhorias para um funcionamento mais efetivo”.
 
“Neste primeiro momento, não será realizado nenhum tipo de intervenção, mas sim um levantamento de informações que nos levem a dados, que irão se transformar em alguns indicadores, que serão questionados com todos que estão à frente dessa atitude inovadora”, acrescenta a professora da disciplina de Psicologia Organizacional da UNINASSAU, Louise Sobral.

Comentários