Clicky

Selecione a cidade
4020-9734

Notícias › Resposabilidade Social


UNINASSAU e Projeto Axé realizam seminário

O evento abordou sobre as necessidades de programas direcionados a crianças e adolescentes em situação de risco
Assessoria de Comunicação Por: Paula Cruz 29/05/2018 - 16:16 - Atualizado em: 29/05/2018 - 16:25
Imagem mostra participantes do evento
Evento foi um parceria da UNINASSAU e Projeto Axé
A UNINASSAU Feira de Santana realizou o Seminário Estadual Criança não é de Rua, com o objetivo de disseminar as diretrizes nacionais para o atendimento às crianças e adolescentes moradores de rua. O evento aconteceu na última sexta-feira (25), na sala 10 da Instituição e contou com a presença do secretário de desenvolvimento social, Ildes Ferreira. A atividade é fruto da parceria entre a Faculdade e o Projeto Axé, uma ONG que defende os direitos infanto-juvenis e de jovens em situação de vulnerabilidade.   
 
O Seminário foi conduzido pelo coordenador de Arteducação do Projeto Axé, Marcos Candido. Na ocasião, foram abordadas orientações técnicas para educadores sociais em programas, projetos e serviços com crianças e adolescente em situação de rua no âmbito da política de assistência social, assim como a atenção integrada à saúde das mulheres e das adolescentes em situações de ruas ou usuárias de drogas e seus filhos recém-nascidos.
 
Durante o evento, o secretário Ildes Ferreira parabenizou o Projeto Axé e a UNINASSAU pela iniciativa de levantar essas questões para a comunidade. “É um tema relevante. Deve-se manter prioridade aos cuidados com as crianças e adolescentes e ações assim incentivam a sociedade a se manter engajada e vigilante com os problemas sociais”, disse.
 
De acordo o diretor da UNINASSAU Feira de Santana, Edemilson Sarmento, “o Projeto Axé vem de encontro ao objetivo da UNINASSAU no sentido de trabalhar e resgatar os valores fundamentais para formação do cidadão, abrindo as oportunidades para que todos tenham a capacidade de se desenvolver, especialmente os jovens, que são o futuro da nação”.
 
 

Comentários