Clicky

Selecione a cidade
0800 281 9999

Notícias › Educação


Shampoo a seco: o que é, qual sua função e quando usar?

O produto traz benefícios para o cabelo, como leveza, volume e aspecto de limpo
Assessoria de Comunicação Por: 25/11/2022 - 10:59 - Atualizado em: 25/11/2022 - 10:00
Por Luiza Fruet
 
Com a rotina agitada, muitas vezes não há tempo para lavar o cabelo adequadamente. Como resultado, ele fica com um aspecto de sujo. Para resolver esse problema, muitas mulheres fazem uso do shampoo a seco. Ele é um pó feito com amido de milho, arroz, trigo, batata ou mandioca e vendido em uma latinha de spray. A principal função desses ativos é absorver a oleosidade presente no couro cabeludo e nos fios. Quanto mais finas as mechas, melhor a absorção do produto. Mas como ele deve ser aplicado? Quais são os benefícios e cuidados necessários?
 
“Só é preciso algumas borrifadas para o produto fazer efeito, deixando o cabelo cheiroso, volumoso e com um aspecto de limpo. Para que o procedimento ocorra da forma correta, divida o cabelo em mechas, agite a lata de spray e aplique o shampoo a seco a uma distância de 10 a 15 centímetros. Em seguida, basta esperar ele agir e massagear a região para o produto se espalhar. Para remover o excesso, pode escovar o cabelo, passar delicadamente um pano ou usar o secador com jato frio", explica Sandra Masii, professora do curso de Estética e Cosméticos do UNINASSAU – Centro Universitário Maurício de Nassau Paulista.
 
Apesar da praticidade, é importante ressaltar que esse produto não deve substituir o shampoo tradicional, até porque seu efeito dura algumas horas e ele não limpa o cabelo. O ideal é utilizá-lo apenas em momentos de extrema necessidade, como em dias mais corridos, e duas vezes por semana.  
 
“O uso frequente e a má higienização podem obstruir os folículos e impedir o crescimento dos cabelos. Além disso, o excesso de shampoo a seco pode causar dermatite, coceira e descamação, sendo contraindicado para as pessoas que já sofrem com esses problemas”, finaliza Sandra.

Comentários