Clicky

Selecione a cidade
4020-9734

Notícias › Educação


Profissionais dão dicas de livros para a quarentena

No Dia Internacional do Livro, profissionais de várias áreas selecionam livros ideais para o momento
Assessoria de Comunicação Por: Isabelle Monteiro 23/04/2020 - 10:43 - Atualizado em: 23/04/2020 - 19:45
O Dia Internacional do Livro, comemorado em 23 de abril, para 2020 ganhou um olhar diferente. Com a necessidade de distanciamento social como medida preventiva contra o novo Coronavírus, muitas pessoas estão aproveitando para colocar a leitura em dia. Pensando em contribuir com esse momento, a UNINASSAU – Centro Universitário Maurício de Nassau, em Campina Grande, consultou professores de várias áreas sobre quais livros eles sugerem para quem está em casa.
 
A escolha da psicóloga Lorena Bandeira, docente do curso de Psicologia, foi “Em busca de sentido”, de Viktor Frankl. Ela ressalta que o livro, escrito pelo autor após sua prisão em campos de concentração nazistas, fala da importância de encontrar sentido em momentos de sofrimento. “É uma leitura bastante pertinente para o momento que estamos vivendo”, destacou a psicóloga.
 
Já professor e advogado, André Motta, selecionou o livro “Presidencialismo de Coalizão: raízes e evolução do modelo político brasileiro”, de Sérgio Abranches. “Na obra, o cientista político Sérgio Abranches, autor do termo presidencialismo de coalizão, descreve a relação entre poder executivo e poder legislativo no nosso sistema de governo”, explicou Motta.
 
O jornalista, poeta e escritor, Jurani Clementino, professor do curso de Jornalismo da UNINASSAU, fez duas sugestões, que foram também suas escolhas de leitura para esse período de distanciamento social. A primeira indicação é “Escravidão”, de Laurentino Gomes.
 
“Com um esforço longo de pesquisa, o livro do Laurentino Gomes procura identificar a história da escravidão no mundo. A proposta é fazer três volumes. Esse é o primeiro. Começa com a história do primeiro navio negreiro e termina com o quilombo de Palmares e a resistência de Zumbi. Leitura recomendada para quem gosta de história, memória e jornalismo, já que Laurentino é historiador e jornalista”, destacou.
 
A outra indicação do professor Clementino foi “Verdade Tropical”, de Caetano Veloso. “Eu sempre tive vontade de ler “Verdade Tropical”, mas não tinha muito tempo. É um livro sobre o movimento cultural, que teve a música como o carro chefe, chamado de Tropicalismo. Mostra um país em transição entre os anos de 1960 e 1990. É uma ótima indicação para quem pretende compreender ainda as histórias de vida de Caetano e sua irmã Maria Bethânia. Esse livro foi traduzido para diversas línguas e possui uma linguagem que mistura literatura e sociologia”, frisou.
 
“A evolução psicológica da criança” é a última sugestão de leitura, indicada pelo pedagogo e historiador, Antônio Gutemberg, especialmente para quem estuda psicologia e pedagogia. “O livro é uma importante obra de Henri Wallon, a qual está somada inúmeras ilustrações contemporâneas acerca do desenvolvimento infantil e do desenvolvimento humano”, destacou o professor.
 
No mês de abril, a UNINASSAU e demais instituições do grupo Ser Educacional promovem a ação de responsabilidade social “Ser Leitor”, que visa estimular e disseminar na sociedade o ato de ler. As dicas aqui reunidas integram esta ação em 2020 e são uma homenagem ao Dia Internacional do Livro.
 

Comentários