Clicky

Selecione a cidade
4020-9734

Notícias › Resposabilidade Social


Praia Sem Barreiras retoma as atividades em Candeias

Projeto da UNINASSAU em parceria com a Empetur e a prefeitura voltou a funcionar na orla de Jaboatão dos Guararapes
Assessoria de Comunicação Por: Paulo Feijó 14/02/2020 - 18:04 - Atualizado em: 14/02/2020 - 18:14
Imagem mostra idosos recebendo orientação
Projeto recebeu idosos na reinauguração
Nesta sexta-feira (14), o Projeto Praia Sem Barrerias retomou as atividades na praia de Candeias, em Jaboatão dos Guararapes. Agora, as pessoas com deficiência e idosos voltam a contar com o apoio do projeto para os banhos assistidos de mar. O projeto de responsabilidade social, realizado desde 2013, é desenvolvido pela UNINASSAU – Centro Universitário Maurício de Nassau Recife, em parceria com a Empetur e a prefeitura da cidade.
 
Para marcar a reinauguração, o projeto recebeu diversos idosos que aproveitaram a manhã de sol para entrar no mar, acompanhados por monitores, e realizar atividades na areia da praia. O diretor de governança ambiental e social da UNINASSAU, Sergio Murilo Jr, destacou a importância da retomada do projeto. “Ficamos muito felizes em dar continuidade nesse projeto tão importante para as pessoas com deficiência ou baixa mobilidade. É uma ação de inclusão que cria a oportunidade para que eles tenham esse contato com o mar”, explica.
 
O projeto funciona de sexta-feira a domingo, durante a maré baixa, na rua Alfredo Regis de Lima Mota, em frente ao antigo restaurante Caravelas. Todas as atividades são gratuitas e, para participar, basta comparecer ao local.
 
Praia Sem Barreiras – O Projeto teve início em 2013 e acontece durante todo o ano, de sexta-feira à domingo, sempre em dias em que a maré está baixa. É montada uma estrutura na areia com uma esteira especial, para facilitar o acesso dos usuários, além das cadeiras anfíbias e esteiras de acesso que levam as pessoas até o mar. Estas cadeiras possuem braços que funcionam como boias e cintos para não haver o risco de quedas. Toda a assistência é dada por estudantes de Fisioterapia, Educação Física e Enfermagem da UNINASSAU. Todos os voluntários passam por capacitações para poder atender melhor aos usuários.
 

Comentários