Clicky

Selecione a cidade
4020-9734

Notícias › Educação


Páscoa é época de renovação. Veja como alguns países celebram a data

O coelho, que representa a vida, aparece em muitos lugares, mas a tradição dos ovos de chocolate é uma peculiaridade rara
Marcele Lima Por: 18/04/2019 - 15:52
Páscoa é época de renovação/Pixabay
Páscoa é época de renovação/Pixabay

Para os Cristãos, a Páscoa representa a morte e a ressurreição de Jesus. É o encerramento da Semana Santa e consequentemente da quaresma, iniciada na Quarta-Feira de Cinzas. Para os católicos, tudo começa na quinta-feira, com uma missa que representa a última ceia, ou Santa Ceia do Senhor. No dia seguinte é feriado religioso, representado pela sexta-feira santa, dia da crucificação de Jesus. As reuniões familiares, com famosos ovos de chocolates e mesas fartas, são realizadas no domingo, para reverenciar a ressurreição do Cristo. Para as mais diversas religiões, é uma forma de celebrar a renovação através da simbologia do renascimento para uma nova vida.

Apesar de ser uma data ligada às crenças pessoais, o comércio acaba se beneficiando da vontade que as pessoas têm de presentear umas às outras, principalmente com produtos que ligados à tradição como ovos de páscoa, caixas de chocolates, vinhos e pratos à base de peixes e frutos do mar. No entanto, nem todos os países festejam da mesma maneira. Veja abaixo uma lista com diferentes formas de comemorar a Páscoa.

Páscoa no Brasil

Geralmente é uma data comemorada em família, com almoço regado a bacalhau, frutos do mar e outros peixes. As crianças são presenteadas com ovos de chocolates, que, de acordo com a tradição, são entregues pelos coelhinhos. Há o hábito de beber vinho e celebrar a Paixão de Cristo, onde grupos de teatro fazem encenações ao ar livre, em diversas cidades brasileiras, representando os últimos dias de Jesus na terra, encerrando com a ressurreição.  Mas como o Brasil é um país de dimensões continentais, de influência forte de outros povos estrangeiros, há algumas distinções na celebração. Em Goiás por exemplo, existe a procissão do Farigeu, de origem espanhola e portuguesa. À meia noite da quinta para Sexta-Feira Santa, cerca de 500 homens chamados de fariocos saem às ruas, que estão às escuras, com tochas nas mãos e acompanhado por tambores, fazendo referência ao momento da prisão de Jesus. Estima-se que 20 mil pessoas acompanhem o ritual. Em todo país a Igreja Católica realiza também a procissão do Senhor morto, onde carregam uma imagens do Cristo depois da crucificação por vias públicas.

Páscoa na Alemanha

A Alemanha comemora a ressurreição na segunda-feira e não no domingo, “ganhando” um dia a mais de feriado. Entre as tradições está o de pendurar ovos coloridos em árvores. Inicialmente, esses ovos eram esvaziados e pintados à mão, principalmente pelas crianças, sendo um momento de alegria e diversão compartilhado entre os pequenos. Hoje em dia, os ovos já podem ser encontrados em plástico, vendidos no comércio local, mas há quem decore os ambientes da maneira mais antiga e divertida. Existe também a busca pelos ovinhos de chocolates, um tipo de “competição” na qual as crianças tentam encontrar o maior número de “quitutes” escondidos pelos pais. A figura do coelho representa a fertilidade, e é utilizada como personagem que traz os ovos, que são a vida, associando à ressurreição.

Páscoa na Austrália

Já na Austrália,  o coelhinho da Páscoa não é tão querido. A figura representativa da festividade é o bilby, um marsupial, que até lembra um coelho. A justificativa para essa troca de símbolos é que o bilby é um animal que corre risco de extinção no país e ser lembrado como o bichinho que traz os ovos, pode ajudar na conscientização pela preservação da espécie. Um outro motivo é que os coelhos são considerados verdadeiras pragas para os australianos.

No domingo de Páscoa, as pessoas compram os bilbys de chocolate, que são feitos por fundações ligadas às causas ambientais. A brincadeira é levantar bem cedo para procurar os ovinhos escondidos no jardim das casas. As crianças acreditam que de fato esses bichinhos são os responsáveis pelos ovos da páscoa.

Páscoa na Espanha

Na Espanha, a Semana Santa inteira é feriado. Os espanhóis costumam tirar os dias para celebrar. Uma série de procissões e cerimônias são realizadas pelo país, com andores enfeitados com flores e centenas de fiéis acompanhando os cortejos.

Muitas pessoas se reúnem em confrarias e realizam rituais dos mais diversos, entre eles, um grupo conhecido como penitentes ou nazarenos, se vestem com túnicas e chapéus altos. Uns se vestem de branco e outros de preto, esses saem arrastando correntes pelas ruas. Participam católicos de todas as idades, de crianças a idosos. Entre os participantes há também os que carregam cruz, vela ou incenso, lembrando o caminho de Jesus até o calvário. A mulheres usam preto para simbolizar o luto de Nossa Senhora pela perda de seu filho. No final do cortejo, uma  banda toca música solene e fúnebre. Uma curiosidade é que não existe a tradição de presentear as crianças com ovos de chocolate. As famílias se reúnem para comer uma colomba com chocolate quente cremoso.

Páscoa na Finlândia

País ao norte da Europa, a Finlândia comemora a páscoa de uma maneira bem única. É uma mistura de Halloween com festa de início da primavera.

No Domingo de Ramos  as crianças se vestem de bruxas, amarrando lenços na cabeça e pintando as bochechas de vermelho. Ela carregam consigo galhos de salgueiro decorados com penas, flores e fitinhas coloridas, batendo de porta em porta pedindo doces em troca de benção e de um galhinho decorado. No almoço pascoal os finlandeses costumam comer pernil de carneiro como prato principal. Como sobremesa, são comuns os doces típicos a base de ovos.

Em alguns lugares menores ainda é forte da tradição de acender fogueiras na noite do sábado de aleluia para afastar os maus espíritos e garantir um período de tranquilidade e prosperidade.

Páscoa nos Estados Unidos

Na terra do Tio Sam, nada de prateleiras dos supermercados abarrotados de ovos de chocolate, mas a figura do coelho é bem lembrada, geralmente com pessoas vestidas de coelhos ou o bichinho de pelúcia. Em cidades como Nova York, por exemplo, as pessoas se vestem de coelhos e saem em desfile pelas ruas. Os pais costumam presentear as crianças com cestinhas, que servirão para brincadeira de caça aos ovos, que geralmente são de galinha, cozidos e decorados. A Casa Branca, inclusive, promove uma das maiores e tradicionais caça aos ovos do país. Já o chocolate é substituídos pelo marshmellow, que ganha diversos formatos.

A data não é considerada feriado, mas em respeito à religião alguns estabelecimentos não abrem suas portas.  Os americanos praticam alguns ritos, como jejum na quaresma e as refeições nos dias da Páscoa são feitas a base de peru, pernil, cordeiro, legumes e pães.

Comentários