Clicky

Selecione a cidade
4020-9734

Notícias › Educação


Oficina de Educação Física discute treinamento funcional na terceira idade

O evento integra a semana de oficinas profissionalizantes na UNINASSAU Aracaju
Assessoria de Comunicação Por: Susy Guimarães 29/04/2019 - 09:19
Imagem mostra as pessoas durante evento
O evento fez parte da Semana Profissionalizante
Na última quarta-feira (24), a UNINASSAU Aracaju reuniu alunos e populares durante a oficina de Educação Física, com o intuito de debater sobre os benefícios do exercício funcional para idosos. O evento fez parte da Semana Profissionalizante e aconteceu no mezanino da faculdade. 
 
 
Para Silvan Silva, professor da UNINASSAU e coordenador do evento, a perspectiva para 2025 é que no Brasil a população seja de 12% de idosos. “O que percebemos é que há um envelhecimento populacional e isso pode causar impactos sociais que levam a uma necessidade de qualificação dos profissionais da área de Educação Física”, afirmou. Ainda segundo ele, “a oficina é uma forma de incentivar os futuros profissionais a trabalharem com uma parcela da população que hoje é bastante crescente”.
 
 
Também responsável pelo evento, o professor da UNINASSAU, Glauber Rocha, explicou que funcional é tudo aquilo que deve tornar o indivíduo independente na vida diária. “Nosso papel é instruir e orientar as pessoas sobre as atividades, para que isso seja um benefício na vida dele”, disse Glauber. Ele atentou que é preciso melhorar a capacidade física, como força, agilidade, coordenação e equilíbrio, além dos aspectos cognitivos como as diversas partes do cérebro. Uma atividade como funcional, pode combater doenças como Alzheimer, por exemplo”, ressaltou Glauber.
 
 
Ociosidade - O palestrante da noite, professor Antônio Neto, disse que o treinamento funcional oferece benefícios diferentes de outros exercícios. “Temos hoje um treinamento que desenvolve os sistemas corporais com gestos simples do dia-a-dia, como sentar e levantar de uma cadeira”, ressaltou. Ele deixou claro que o funcional é especifico para idosos, porque traz de volta movimento que por muitas vezes foram esquecidos na ociosidade.
  
 

Comentários