Clicky

Selecione a cidade
0800 281 9999

Notícias › Educação


Nutricionista explica como funciona a dieta Low Carb

De acordo com especialista, trata-se de uma alimentação com baixa ingestão de carboidratos e que usa proteínas e lipídios como fonte de energia
Assessoria de Comunicação Por: Ana Denise Vieira 26/12/2017 - 12:07 - Atualizado em: 31/12/2017 - 11:00
Imagem mostra prato de salada
Alimentos com baixo teor de carboidratos fazem parte da dieta
Um novo ano vem chegando e com ele muitas pessoas traçam metas que incluem a perda de peso e uma alimentação mais saudável. Muito se tem ouvido falar na dieta Low Carb, que, como o próprio nome diz, é um processo alimentar com baixa ingestão de carboidratos. No entanto, a alimentação é balanceada pelo consumo de uma quantidade significativa de proteínas e lipídios, que são as gorduras. A pessoa que opta por fazer essa dieta consome apenas uma média que varia entre 30g e 60g de carboidratos por dia.
 
De acordo com a coordenadora do curso de Nutrição da Faculdade UNINASSAU Aliança, a nutricionista Conceição de Maria, a Low Carb ajuda no emagrecimento por que usa proteínas e lipídios como fonte de energia e assim queima calorias. “Com pouca quantidade de carboidrato, que é a principal fonte de energia do nosso organismo, o corpo passa a buscar fontes energéticas secundárias, que são os lipídios e as proteínas. Assim o organismo usa os lipídios, ou seja, as gorduras como fonte de energia, e o indivíduo termina emagrecendo”, explica.
 
Ainda de acordo com a nutricionista, as gorduras que são utilizadas neste tipo de dieta são sempre gorduras boas, não as saturadas.  Outro fato interessante é que as proteínas e lipídios são alimentos que saciam a fome, logo come-se menos, favorecendo também a perda de peso. 
 
Conceição de Maria alerta que a Low Carb, feita de maneira errada, pode causar danos à saúde, e que qualquer dieta precisa do acompanhamento de um profissional da área. “O paciente pode apresentar cefaleia, tontura e ter a sensação de cansaço. Não é indicado fazer dieta sem acompanhamento nutricional porque o paciente pode apresentar carência de alguns nutrientes para os casos de uma alimentação hipocalórica muito rígida, que leva inclusive a perda massa muscular”, conclui.
 
Então, se entre seus planos para 2018 contém o item emagrecimento, a dica da especialista é que você procure um profissional para fazer o projeto de nutrição alimentar adequado para suas condições físicas e biológicas e não esqueça que a prática de atividades físicas também é fundamental para o processo de emagrecimento e para a saúde como um todo. 
 

Comentários