Clicky

Selecione a cidade
0800 281 9999

Notícias › Educação


Novembro Azul: você sabia que o câncer de próstata atinge 7,8 homens a cada hora?

O mês de novembro é dedicado à conscientização e prevenção da segunda doença que mais tem incidência em homens no Brasil. Conheça agora as estatísticas acerca do câncer de próstata.
Por: Taísa Silveira 16/11/2016 - 13:37 - Atualizado em: 17/11/2016 - 12:47
Novembro Azul
Câncer de Próstata
Por: Camilla de Assis
 
Você sabe o que é o Novembro Azul? Basicamente, é uma “versão masculina” do Outubro Rosa. A campanha visa a conscientização e prevenção das doenças que atingem a população masculina, com ênfase câncer de próstata, mal que cria 69 mil casos anuais, equivalente a 7,8 casos a cada hora. Para combater a doença silenciosa, já que os sintomas só ganham visibilidade quando o câncer já está em estágio avançado, a melhor maneira é a prevenção.
 
De acordo com Sociedade Brasileira de Urologia (SBU), em uma pesquisa realizada em 2015, 51% dos homens nunca consultaram um urologista. Até 2010, os cânceres de próstata descobertos em estágio avançado eram tratados de maneira paliativa, mas desde então quatro novos medicamentos chegaram ao Brasil e proporcionam uma sobrevida ao paciente, de quatro a seis meses.
 
 
Justamente pelo desgaste físico e emocional que os homens devem fazer a prevenção, correspondente ao exame da próstata. As novas diretrizes da SBU recomendam que se realizem os testes aos 45 anos, no caso de pacientes com histórico na família ou homens de etnia negra cuja incidência é um pouco maior; e aos 50 anos para os demais. Quando detectado no início, o câncer de próstata tem chance de cura de 90%.
 
O mal é o sexto mais comum no mundo e o que tem mais atinge a população masculina se comparado à outros tipos de câncer, correspondendo a 10% do total de diagnósticos. No Brasil, é o segundo câncer com mais prevalência, perdendo para o câncer de pele não-melanoma, segundo dados do SBU. Os sintomas da doença só aparecem quando o mal está em estágio avançado. Alguns dos indícios podem ser: queda do estado geral da pessoa, insuficiência renal e dores fortes pelo corpo. 
 
Em 2011, o número de mortes decorrentes da doença chegou a 13.129, ou seja, uma morte a cada 40 minutos. Apesar de ter um grande índice de mortalidade, a maioria dos tumores crescem de forma lenta - levam cerca de 15 anos para atingir 1 cm³ - e não dão sinais e nem chegam a afetar a vida do paciente. De acordo com Instituto Nacional do Câncer (Inca), durante todo o ano de 2016 o Brasil terá 596.070 novos casos de câncer, sendo 295.200 esperados em homens. O tipo da doença de maior incidência nas pessoas do sexo masculino irá atingir 61.200 homens.
 
 

Comentários