Clicky

Selecione a cidade
4020-9734

Notícias › Educação


No dia do turismo, saiba que é possível descobrir o mundo após os 60

Marcele Lima Por: 27/09/2019 - 12:29 - Atualizado em: 30/09/2019 - 13:12
Dia do turismo/Pixabay
Dia do turismo/Pixabay

A população brasileira está vivendo mais. Segundo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), a expectativa de vida ao nascer em 2019 é de 80 anos para mulheres e 73 anos para os homens. O maior desejo desses cidadãos é aproveitar a vida da melhor maneira possível. Uma forma disso é praticando o turismo. A possibilidade de sair da rotina e conhecer lugares novos na companhia de pessoas da mesma faixa etária e com os mesmos interesses tem feito crescer o número de agências especializadas em pacotes de viagens para a terceira idade. 

Em Pernambuco, Luiza Pedrosa, 86 anos, sempre trabalhou na área de turismo. Um dia depois de uma festa para idosos em um clube do Recife, teve a ideia de promover eventos e viagens voltados para seus amigos e possíveis futuros clientes. Abriu uma agência e há mais de 10 anos vende pacotes de viagens especialmente voltados às pessoas da "melhor idade". “Gosto de trabalhar com este público. São tranquilos e livres para viajar, embora precisem de tratamentos especiais”, contou a agente. 

Segundo ela, a questão do tratamento especial é uma preocupação por conta das limitações pertinentes à idade. A agência busca sempre por hospedagens e transportes acessíveis. “Sempre trabalhamos com ônibus confortáveis e mais baixos para facilitar para as senhoras. Todas as viagens são acompanhadas com guias em todo percurso. Nossas brincadeiras sempre têm a preocupação de movimentar a memória deles”, explicou Luíza Pedrosa. 

A agência de turismo dirigida pela empresária desenvolve diversos tipos de pacotes, com facilidades de pagamentos e parcelamentos. Em outubro, por exemplo, um grupo de pessoas com idades entre 70 e 86 anos embarcará em um cruzeiro rumo à Europa. Ainda este ano, muitos devem passar o Natal em Garanhuns, no agreste de Pernambuco, que tem uma programação especial para data, e desfrutando da companhia uns dos outros neste momento de celebração.

Luíza contou que para ela é uma satisfação fazer o que faz. Não se importa em ter que repetir alguma informação e se sente feliz pela confiança que as famílias demonstram ao permitir que seus entes viagem com seu grupo.  “Muitas vezes as famílias me entregam seus velhinhos com toda confiança. Faço antes de cada passeio uma explicação, entrego todo material a eles com tudo detalhadamente e repito quantas vezes eles quiserem. São todos meus amigos e sempre mantenho a união entre eles”. 

Uma dica para quem quer aproveitar o tempo livre, a aposentadoria e a vida para viajar é procurar uma agência de confiança, que tenha boas referências e funcionários dispostos a atender com paciência e qualidade. Existem muitos lugares que abusam da boa vontade dos idosos e vale, antes de qualquer decisão envolvendo compra de serviços, realizar uma pesquisa completa para encontrar profissionais apaixonados pelo que faz e dedicado a buscar o bem estar do próximo. “A vida é curta e devemos aproveitar o máximo. Viajar faz bem a alma. Gosto muito do que faço e para mim é um grande prazer promover lazer e alegria as pessoas”, concluiu Luiza Pedrosa.

 

Comentários