Clicky

Selecione a cidade
4020-9734

Notícias › Educação


No Dia do Médico, profissional de medicina fala sobre mitos e verdades do Dr. House

A série exibida pela Universal tinha em Dr. House um médico com métodos nada ortodoxos de diagnosticar doenças
Por: Mari Frazão 18/10/2016 - 08:50 - Atualizado em: 18/10/2016 - 15:24
Imagem: Freepik
Dia 18 de outubro é comemorado o Dia do Médico

No dia 18 de outubro é comemorado o Dia do Médico: a data foi escolhida para celebrar o profissional responsável por diagnosticar doenças, prescrever remédios e cuidar da saúde da população. E quando se fala em exatidão da medicina, é impossível não lembrar do genial Dr. House, famoso por decifrar, em um piscar de olhos, doenças cuja causa ninguém mais foi capaz de descobrir.

Leia também:

Alunos da UNINASSAU aprovados no concurso do IMIP

Recife sedia 3ª edição do Congresso Multidisciplinar de Saúde

Muita gente fica na dúvida se os diagnósticos do personagem rabugento do seriado da Fox são meramente fantasiosos, ou se têm algum fundo de verdade. Indicar radioterapia sem exames de confirmação e receitar remédios na base do “chute” para eliminar possíveis diagnósticos, são algumas das práticas exercidas pelo médico fictício. A série televisiva, encerrada em 2012, diverte até mesmo os profissionais de saúde, mas as ações do médico e de seus auxiliares são consideradas absurdas - principalmente no que diz respeito ao posicionamento antiético do protagonista.

No vídeo, o Dr. Antônio Netto, preceptor no curso de Medicina da UNINASSAU, explica três episódios do seriado e comenta sobre a veracidade dos casos. Assista: 

 

Não entendeu algum termo? Fizemos um minidicionário para ajudar na compreensão:

Acidose metabólica: Excesso de acidez no sangue, caracterizada por uma concentração anormalmente baixa de carbonatos que reduz o pH sanguíneo.

Torporoso: Paciente em estado de torpor, que não demonstra reações aos estímulos.

Comatoso: Paciente em coma.

Intoxicação exógena: Consequência clínica e/ou bioquímica da exposição a substâncias químicas encontradas no ambiente ou isoladas.

Cataplexia: Designa uma perda repentina do tônus muscular que faz com que o doente fique consciente, mas incapaz de falar ou de se mexer. O sintoma costuma ser provocado por uma emoção muito forte e pode ser acompanhado de uma forte sonolência (narcolepsia).

E você? Já pensou em fazer o curso de Medicina? Não perca a chance de tornar-se um profissional de saúde! As inscrições para o Vestibualr 2017 UNINASSAU já estão abertas!

Comentários