Clicky

Selecione a cidade
4020-9734

Notícias › Educação


No dia da Independência americana, saiba como a gastronomia dos EUA influencia hábitos no Brasil

Marcele Lima Por: 04/07/2019 - 12:37
4dejulho/Pixabay
4dejulho/Pixabay

O 4 de Julho é um dos dias mais esperados pelos moradores dos Estados Unidos. Nele, comemora-se o dia da Independência norte-americana, proclamada em 1776, após intensa luta contra o Reino Unido. Ao longo da intensa festa, que conta com cartões postais cheios de bandeiras e patriotas vestidos de azul com vermelho e branco, não pode faltar o consumo de cerveja e comidas típicas. As batatas e os hot dogs são alguns dos pratos mais populares. Segundo a revista “Time”, só no 4 de julho, os americanos consomem mais de 150 milhões de cachorros-quentes.  

No entanto, o sanduíche de salsicha é popular no país em todas as épocas do ano, assim como as batatas fritas, os hambúrgueres, as panquecas do café da manhã, com ovos e bacon e tantos outros pratos difundidos pela cultura popular para diversas partes do mundo. A culinária não é das mais rebuscadas, mas teve influência de diversos povos que passaram e ainda passam pelo território. Antes, dos índios, depois com os escravos africanos e vizinhos latinos. 

“Como os Estados Unidos tiveram uma colonização bem conflituosa, sem a presença de um único poder, um rei ou rainha, acabaram não formando uma culinária tão ‘refinada’, mas, por outro lado, têm uma culinária muito rica. Muitos dos pratos típicos americanos são adaptações ou reinvenções baseadas nessas influências”, explica a professora de cozinha das Américas, do curso de gastronomia da UNINASSAU, Gabrielly Braga. 

Assim como sofreu influência externa, os EUA influenciaram outras nações. A maior potência econômica do planeta traz o estilo de vida dos “fast foods”, absorvido por quem vive na correria da modernidade. “E como muitas das grandes redes são americanas, eles chegaram com força no mundo todo. Além disso eles têm uma comida muito prática e diversificada, que acaba alcançado um público grande”, comenta a professora Gabrielly. 

No Brasil, mesmo com as nossas adaptações e o nosso “tempero”, quase todo mundo tem o hábito de consumir a culinária dos Estados Unidos. Nas festinhas não falta cachorro quente; existem centenas de casas especializadas em hambúrgueres, sejam as redes famosas, sejam as artesanais. Além do almoço com costelinha com barbecue e batata frita dos restaurantes e, claro, a pizza do sábado à noite! Não podemos esquecer também das famosas sobremesas como cheesecake e torta de maçã.

E para lembrar o 4 de julho, trouxemos uma receita prática da professora Gabrielly, que ensina a fazer um dos mais amados doces americanos: o brownie!

Ingredientes

170 gramas de chocolate meio amargo

100g de manteiga ou margarina

1 xícara de trigo

1 xícara de açúcar

3 ovos

¼ de xícara de chocolate em pó

Modo de preparo

Pré aquecer o forno a 180 graus 

Derreter o chocolate em banho maria ou microondas e acrescentar a manteiga. Adicionar o chocolate em pó à essa mistura. 

Em outro recipiente bater os ovos e o açúcar até que fiquem com uma cor clara. 

Misturar os ovos e açúcar com a mistura de chocolate e manteiga, e ao final, acrescentar o trigo e misturar tudo. 

Forrar uma forma com papel manteiga ou untar com manteiga e chocolate em pó e levar para assar até que forme uma crosta na superfície, mas, que o meio ainda esteja úmido. Pode testar colocando um palito, ele tem que sair melado, mas não molhado. 

Sugestão de consumo: servir ainda quente com o sorvete da sua preferência

 

Comentários