Clicky

Selecione a cidade
0800 281 9999

Notícias › Responsabilidade Social


Nacional de Parasurf terá arena inclusiva para o público

Seletiva nacional, que acontece em Cabedelo, contará com os projetos Praia e Bike Sem Barreiras, Calçada Sensorial entre outras ações inclusivas
Assessoria de Imprensa Por: 15/08/2023 - 09:57
por Mário Tavares
 
Entre os dias 17 e 20 de agosto, a praia de Intermares, em Cabedelo, irá receber a segunda seletiva para o Nacional de Surf Adaptado. Durante os dias de evento, o público presente poderá contar com diversas atividades inclusivas. Isso porque o UNINASSAU – Centro Universitário Maurício de Nassau irá promover uma arena inclusiva no local.
 
Entre as atividades disponíveis para o público estão o projeto Praia Sem Barreiras, Bike Sem Barreiras e Calçada Sensorial. Além disso, o evento contará com intérprete em libras, placas informativas e documentos em braile e outros equipamentos que tornarão ampla e irrestrita a participação de surfistas e visitantes com limitações físicas. 
 
“A UNINASSAU está sempre engajada em ações de responsabilidade social. Por isso, nos unimos à Confederação Brasileira de Surf para promover a Arena Inclusiva durante o Mundial de Surf Adaptado. No local, iremos disponibilizar os nossos projetos que ajudam na inclusão de pessoas com algum tipo de deficiência ou mobilidade reduzida. Além da Calçada Sensorial, que permite a pessoas sem deficiência sentir a mesma sensação que as pessoas com alguma deficiência ou mobilidade reduzida são obrigadas a conviver diariamente”, explica Erica Pacheco, reitora da UNINASSAU João Pessoa.
 
Confira os projetos que estarão disponíveis para o público durante o evento:
 
Praia Sem Barreiras
O Projeto acontece durante todo o ano em diversas praias do Brasil, sempre em dias em que a maré está baixa. É montada uma estrutura na areia com uma esteira especial, para facilitar o acesso dos usuários, além das cadeiras anfíbias e esteiras de acesso que levam as pessoas até o mar. Estas cadeiras possuem braços que funcionam como boias e cintos para não haver o risco de quedas. Toda a assistência é dada por estudantes de Fisioterapia, Educação Física, Enfermagem e Turismo da UNINASSAU.
 
Bike Sem Barreiras
O Projeto promove a inclusão e a saúde por meio do exercício físico, além de oferecer uma opção de lazer para o público atendido. São três veículos disponibilizados: uma handbike, triciclo adaptado para ser pedalado com as mãos; uma bicicleta dupla, pedalada por uma pessoa com deficiência visual e pelo monitor ou acompanhante; e a ‘The Duet’, uma bicicleta adaptada com uma cadeira de rodas no lugar da roda dianteira. 
 
Calçada Sensorial
A Calçada Sensorial Itinerante ou móvel é uma reprodução constituída por módulos de madeira acoplados, que simula uma calçada real com a diferença de poder ser levada para diferentes lugares.  A proposta é que pessoas sem deficiência realizem o trajeto utilizando cadeira de rodas, vendas para os olhos, muletas e bengalas, com a finalidade de que sintam a mesma sensação que o deficiente é obrigado a conviver diariamente.

Comentários