Clicky

Selecione a cidade
4020-9734

Notícias › Educação


Low carb: conheça a dieta que se tornou uma das preferidas por quem busca emagrecer

Marcele Lima Por: 31/08/2019 - 08:00 - Atualizado em: 30/08/2019 - 16:06
Low carb: conheça a dieta que se tornou uma das preferidas por quem busca emagrecer/Pixabay
Low carb: conheça a dieta que se tornou uma das preferidas por quem busca emagrecer/Pixabay

Com a proximidade do Verão, sempre surgem as dietas da moda. Aquelas que prometem emagrecimento rápido, que proíbem o consumo de determinados alimentos, mas que nem sempre se mostram eficazes. Contudo, há uma que chama a atenção, que, conforme nutricionistas, mostra-se mais aceitável: a dieta low carb, que defende o baixo consumo de carboidrato, encontrado em pães, massas, biscoitos e até na batata.

“Hoje em dia a gente considera normal uma dieta com 45 a 65% de carboidrato, então, se eu faço uma dieta com 45% do valor energético total com carboidrato, já é um dieta low carb”, explica a nutricionista Gabriela Floro. O objetivo principal é fazer com que o corpo busque a gordura como fonte de obtenção de energia, substituindo a glicose, decorrente do consumo dos carboidratos.

A profissional faz questão de salientar que esta não é uma dieta que pede o consumo somente de proteínas, mas de muitos legumes e vegetais. Na low carb, há uma diminuição, não a exclusão. Existem níveis de adesão, sendo leve e moderada as mais comuns, dependendo da indicação e objetivo do paciente. Mas isso deve ser decidido pelo nutricionista.

Quais os benefícios?

O principal benefício da dieta low carb é o emagrecimento. Consumindo mais gorduras saudáveis e proteínas, o corpo fica saciado mais rapidamente e o processo de digestão é mais lento com esses alimentos. Além disso, também há a questão da gordura substituindo a glicose nos processos de produção energética.

As células do corpo precisam de insulina, que é o hormônio responsável pela redução da taxa glicêmica do sangue, para absorver a glicose que entra no organismo. A low carb induz menos esse hormônio, justamente porque consome menos a fonte de origem dela. Com isso, o corpo passa a buscar a gordura. “Outros estudos também relacionam os benefícios da dieta low carb para melhora da saúde cardiovascular, para diminuição da circunferência abdominal, ou seja, para auxiliar no tratamento da síndrome metabólica”, comenta Gabriela Floro.

Segundo a nutricionista, é preciso ficar atento aos efeitos colaterais que podem surgir. “Nenhuma dieta restritiva deve ser mantida a longo prazo porque ela vai ser carente em vitaminas e minerais. Então essa falta de nutrientes vai trazer prejuízos à pessoa, como perda de massa magra, queda de cabelo, sonolência, fadiga, indisposição, mas não é pela dieta low carb, é devido à restrição calórica em si.”

Se resolver aderir a low carb, a orientação é se dedicar para conquistar os resultados planejados. Ela, como qualquer outra, só funciona se o paciente de fato segui-la, reduzindo o teor calórico diário. Para isso, o ideal é marcar uma consulta com o nutricionista, que vai fazer um programa voltado às necessidades específicas de cada pessoa. 

 

Comentários