Clicky

Selecione a cidade
4020-9734

Notícias › Educação


Há 68 anos, o Brasil tinha sua 1ª transmissão de TV

Proporcionada pelo visionário Assis Chateaubriand, a primeira transmissão de tevê no Brasil exibiu cantor mexicano o Frei José Mojica
Por: Camilla de Assis 01/06/2018 - 10:11
Assis Chateaubriand
Assis Chateaubriand
Hoje, é muito difícil pensar em uma vida sem a televisão, que já faz parte da vida e do dia a dia das pessoas. Das 69,3 milhões de residências do Brasil, 97,2% possui pelo menos um aparelho de TV, segundo uma pesquisa do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), lançada em fevereiro deste ano. Esta sexta-feira (1º), marca é marcada pelos 68 anos da primeira exibição de um programa de televisão no Brasil. Conheça abaixo como foi realizada e alguns dos programas que marcaram as gerações. Aproveite e conheça os filmes para futuros jornalistas.
 
A primeira transmissão
 
 
A primeira transmissão televisiva foi realizada no dia 1º de junho de 1950, depois que o visionário Assis Chateaubriand resolveu que iria ter a sua própria emissora de tevê. O magnata da comunicação, muito conhecido pelos jornalistas e estudantes de jornalismo, importou todos os equipamentos técnicos dos Estados Unidos para o Brasil, além dos próprios televisores.
 
O País, inclusive, não tinha capacidade profissional de realizar a transmissão, já que
as pessoas que trabalhavam com mídia só tinham contato com rádio. Então, Chateuabriand capacitou ou radialistas para que eles pudessem operar a emissora, já que os estúdios se assemelhavam muito aos das rádios. No dia da primeira transmissão do que viria a ser sua emissora, a TV Tupi, o magnata instalou 200 aparelhos de tevê em vários pontos de São Paulo, para que a população pudesse assistir à exibição. O primeiro programa consistiu na exibição do cantor mexicano Frei José Mojica.
 
Programas que marcaram gerações
 
Repórter Esso
 
 
O famoso programa jornalístico foi ao ar na TV Tupi, pela primeira vez, em 1952, após adaptação da homônima programação de rádio e rebatizado de O Seu Repórter Esso. O jornal ficou gravado na memória popular pela sua chamada: “E atenção, muita atenção! Aqui fala o seu ‘Repórter Esso’, testemunha ocular da História”. O final chegou em 31 de dezembro de 1970, quando foi realizada a última transmissão pela emissora.
Bônus:
Já o final do Repórter Esso, na rádio, foi comovente, em 31 de dezembro de 1968, quando o locutor Roberto Figueiredo, aos prantos, leu as últimas notícias. O locutor reserva, Plácido Ribeiro, que estava no estúdio, continuou o programa. Ainda bastante emocionado, Roberto retomou às atividades e encerrou o último Repórter Esso desejando uma boa noite e um feliz ano novo a todos.
 
Os Trapalhões
 
 
Um programa que ganhou o coração dos brasileiros, Os Trapalhões foi exibido pela primeira vez em 1977, antes do Fantástico, na Rede Globo. O roteiro contava com esquetes humorísticas, em que o grupo formado por Didi, Dedé, Mussum e Zacarias encenava diversas situações engraçadas. Os Trapalhões entrou para o Livro Guinness de Recordes Mundiais, como sendo programa de humor de maior duração, com 30 anos no ar.
 
Show do Milhão
 
 
Esse icônico programa da televisão brasileira, transmitido pela SBT, nasceu em 1999 e teve sua primeira fase encerrada em outubro de 2003. A volta do Show do Milhão aconteceu em julho de 2009 e durou até setembro do mesmo ano. Já a terceira versão, lançada em 2017, consistia em uma programação voltada para crianças, onde pessoas de até 12 anos poderiam se inscrever. O roteiro consiste em ser um jogo de perguntas e respostas, onde o participante ganha dinheiro, podendo alcançar o prêmio máximo de um milhão de reais.
 
Bom Dia e Cia
 
 
Jovens e adultos já ouviram falar no pedido “PlayStation, PlayStation”, não é mesmo? O auge do Bom Dia e Companhia foi a fase apresentada por Yudi e Priscila, em que as crianças ligavam e pediam pelo videogame. O programa também já teve apresentação de  Eliana, Jacky (Jackeline), Maísa e Silvia Abravanel, desde seu lançamento, em 1993.
 
Qual programa marcou sua época? Conte pra gente nos comentários!

Comentários