Clicky

Selecione a cidade
4020-9734

Notícias › Educação


Estudante, confira a lista com dez livros que você deve ler!

O Dia Nacional do Livro é só amanhã (29), mas nós preparamos pra você uma lista incrível com os 10 títulos que todo estudante deve ler! Confira!
Por: Taísa Silveira 28/10/2016 - 00:00 - Atualizado em: 28/10/2016 - 17:39
Foto: Freepik
A leitura é capaz de deslocar seu olhar do lugar comum. Leia mais!
Por: Camilla de Assis
 
O primeiro livro da história da humanidade foi trechos de um poema escrito por um rei da Mesopotâmia. Já a primeira obra impressa foi a Bíblia, em 1455, pelo alemão Johannes Gutenberg. Agora os exemplares estão cada vez mais modernos, interativos e já alcançaram até mesmo as plataformas digitais. O No dia 29 de outubro é comemorado o Dia Nacional do Livro e, para celebrar a data, confira mais abaixo as dez obras que todo estudante deve ler.
 
 
Os livros citados são de literatura e destinados a qualquer aluno, sobretudo àqueles com perfil universitário. De acordo com a professora do curso de Letras da UNINASSAU - Centro Universitário Maurício de Nassau, Vládia Medeiros, é importante a leitura de obras que estimulem o pensamento crítico. “Ler mais para ser mais, essa é a minha prática e também sugestão para jovens que estão em processo de formação e conhecendo o mundo”. 
 
Vamos à lista?
 
1 - 1984 (George Orwell)
O autor distópico - que aborda um imaginário em que se vive em condições de extrema opressão, desespero ou privação - retrata o cotidiano de um regime totalitário e repressivo no ano homônimo à obra. O livro faz uma grande crítica à perda da privacidade bem como até onde o poder o Estado pode chegar. A obra fez com que o conceito de Big Brother, entrasse no vernáculo popular.  
 
 
2 - Crime e Castigo (Fiódor Dostoiévski)
O livro, publicado em 1866, narra a história de Rodion Românovitch Raskólnikov, que comete um assassinato e se vê sem condições de continuar com sua rotina de vida após ter praticado do crime. O romance é uma base feita por meio de temáticas como a religião e o existencialismo, com o foco na possibilidade de atingir a salvação através do sofrimento.
 
 
3 - Admirável Mundo Novo (Aldous Huxley)
Outro clássico da distopia, publicado em 1932, critica a “ditadura da felicidade” e a alienação. Na obra, as pessoas são condicionadas biológica e psicologicamente a viverem em harmonia com as leis e regras sociais. 
 
4 - Cem Anos de Solidão (Gabriel García Marquez)
O escritor colombiano Gabriel García Marquez vencedor do Nobel de Literatura em 1982, traz a solidão como plano de fundo das desventuras da família Buendía. O livro aborda a perspectiva existencialista para tratar sobre as relações humanas e o papel da coletividade familiar. A obra é uma das mais importantes da literatura latino-americana. Vale a pena conhecer os carismáticos personagens da família Buendía.
 
 
5 - Laranja Mecânica (Anthony Burgess)
Livro que foi inspiração para o filme homônimo trata da relação entre a violência, o entretenimento e o controle mental. A história narra, em primeira pessoa, a vida do adolescente anti-heroi que conta suas façanhas violentas e suas experiências nada agradáveis com as autoridades britânicas. A obra suscita a reflexão acerca da justiça e da vingança, colocando o leitor numa posição controversa, em que ele assiste o anti-herói assumir facilmente o papel de vítima. Como buscar justiça, num mundo moralmente decadente? Essa pergunta pode ser respondida depois da leitura dessa magnífica obra.
 
 
6 - A Vida como Ela É (Nelson Rodrigues)
O jornalista brasileiro, Nelson Rodrigues, narra uma série de crônicas com as histórias que tratam de temas polêmicos, como adultério, morte, pecado, desejos e moral. A série era publicada inicialmente em jornal entre os anos 1950 e 1960, mas o sucesso fez com que a obra ganhasse a literatura, se transformasse em radionovela e, inclusive, em produção audiovisual. Nelson foi o criador de histórias de sucesso como A Dama da Lotação e Vestido de Noiva.
 
 
7 - Este Lado do Paraíso (F. Scott Fitzgerald)
O primeiro romance do escritor do livro O Grande Gatsby é uma grande crítica a sociedade - principalmente aos jovens - dos Estados Unidos durante a Primeira Guerra Mundial. A obra tem um grande cunho autobiográfico, quando o autor mostrou seu interesse particular na preocupação com a”geração perdida” que quer mudar o mundo sem saber como. 
 
 
8 - O Senhor das Moscas (William Golding)
A obra, que também ganhou as telas de cinema, conta a história de um grupo de garotos que sofre um acidente de avião e passam a viver em um ilha deserta sem a supervisão de adultos. A sobrevivência dos garotos é baseada na formação de duas comunidades que tornam-se rivais. O clímax da obra tem um final surpreendente. Vale a pena conferir.
 
9 - O Príncipe (Nicolau Maquiavel)
Escrito em 1513, O Príncipe foi publicado postumamente, em 1532. O livro é uma construção do conceito de Estado e é um tratado político que ajudou na modelagem da estrutura governamental moderna de diversos países. Se você deseja entender melhor como se constrói a figura de um político, essa é a obra perfeita para isso! 
 
 
10 - Assim Falou Zaratustra (Friedrich Nietzsche)
Um dos livros mais conhecidos deste pensador alemão , narra os ensinamentos de um filósofo que se autonomeou Zaratustra e segue fazendo reflexões acerca do humano e suas contradições. É uma obra sarcástica que satiriza por diversas vezes passagens do Velho e Novo Testamento. 
 
Eaí, gostou das nossas dicas?  A UNINASSAU tem diversas bibliotecas recheadas de volumes diversos. Conheça nossas unidades!

Comentários