Clicky

Selecione a cidade
4020-9734

Notícias › Educação


Entenda a diferença entre pós, MBA, mestrado e doutorado

Com o fim da graduação, é comum ter na dúvidas na hora de escolher qual é a melhor especialização para seguir, a gente ajuda, confira!
Rebeca Ângelis Por: 08/02/2021 - 09:26

Você conhece a diferença entre pós, Master Business Administration (MBA), mestrado e doutorado? Atualmente, é comum vermos muitos jovens que concluem a graduação na dúvida sobre qual especialização seguir para se consolidar no mercado de trabalho. Por isso, separamos dicas que podem ajudar os indecisos.

Quais fatores interferem na escolha?

Para o recém-graduado no curso de jornalismo, Danilo Henrique Aguiar, as principais dúvidas se resumem na escolha das especializações que atendam às suas expectativas, como por exemplo, se os valores são cabíveis no seu orçamento e se é melhor optar por uma pós-graduação- especialização ou mestrado. “Acho que o futuro pós-graduando deve seguir uma lógica de acordo com o que se quer para o futuro. Por exemplo, se quiser ser professor ou pesquisador em uma faculdade, o ideal é, antes, buscar o mestrado e o doutorado, que oferecem a ampliação dos conhecimentos da graduação e, por consequência, maiores oportunidades nesse sentido. Mas se o profissional busca se estabelecer no mercado de trabalho, as especializações (mais conhecidas como "pós") são mais focadas, direcionadas a um tipo de conhecimento específico usado no cotidiano das empresas, instituições e corporações”, opina Danilo.

De acordo com a analista de carreiras da UNINASSAU - Centro Universitário Maurício de Nassau, Bruna Carreira, antes de escolher qualquer especialização, o aluno precisa planejar sua carreira para obter sucesso em suas escolhas. “Quando o aluno decide assumir a educação continuada e aperfeiçoar a competência teórico-prática da área de formação, com o objetivo profissionalizante, é indicado que ele opte por uma pós-graduação latu Sensu, visto que sua aplicação é mais prática”. Por outro lado, se o aluno deseja adquirir conhecimentos e fundamentações teóricas e seguir a carreira de docente e/ou pesquisador é mais indicado que o mesmo opte por uma especialização Stricto Sensu”, afirma a analista.

Segundo o Censo Escolar do Inep, o quantitativo de formandos chega a mais de um milhão, com procura de pós-graduação para a consolidação no setor profissional. 

Entenda as diferenças dos termos

No Brasil, todos os cursos seguidos de uma graduação são definidos como pós-graduação, abrangendo mestrado, MBA, doutorado e afins. As especializações são divididas em duas modalidades: a lato Sensu, que compreendem programas de especialização, bem como cursos designados, a exemplo do MBA, com carga horária mínima de 360 horas, no qual o aluno obtém certificado e não diploma, e a Stricto Sensu, que é voltada para programas de mestrado e doutorado com cursos superiores de graduação, de modo que, de acordo com as exigências das instituições de ensino, o candidato concorre a uma vaga, diante do edital, e no fim adquire diploma. Para ingresso em uma das modalidades, as instituições dispõem de alguns requisitos no currículo, tais como exigência de diploma de formação, processos seletivos, títulos, trabalho de conclusão e outros mais.

Especialização e MBA

A expressão “pós” tem sido designada para uma modalidade de especialização que permite aos graduados ter um conhecimento mais específico em uma determinada área, sem necessariamente ser a de sua formação. Já o Master Business Administration (MBA), que em português significa Mestre em Administração de Negócio, é uma das mais novas modalidades e abrange curso de formação de executivos na área de administração, com ênfase nas áreas de finanças, contabilidade, recursos humanos, marketing, entre outras. Para o MBA, os graduados podem se guiar pela lista de recomendação que a Associação Nacional de MBA (Anamba) destaca as instituições reconhecidas no País, no entanto, vale ressaltar que a ausência do curso no portal não implica, necessariamente, que a instituição não possua os critérios exigidos.

Em alguns países, a modalidade tem reconhecimento de mestrado, porém no Brasil a opção se restringe a uma especialização com certificado de participação. Ambas modalidades têm menor período para realização do curso e nem todas as especializações tem reconhecimento do Ministério da Educação (MEC). Ao fim do curso, o aluno deve apresentar uma monografia e recebe o certificado lato sensu.

Mestrado

Pertencente à modalidade Stricto Sensu, o mestrado é voltado para alunos que desejem seguir carreira na área de pesquisas científicas ou acadêmicas (mestrado profissional), como professores de universidades. As instituições que podem oferecer modalidade devem ter reconhecimento pelo MEC, bem como ser recomendadas pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes), que avalia as notas de 1 a 7 (nota máxima), com nota mínima equivalente a 3. Aqueles que possuem nota 5 já são considerados com "elevado padrão de qualidade". Mas, para ter essa nota, é preciso que, além do mestrado, também forneça cursos de doutorado. O máximo possível é a nota 7, definindo o curso como "desempenho claramente destacado". Ao fim do curso, além do diploma, o aluno adquire o título Stricto Sensu. 

Doutorado

Segunda modalidade de curso Stricto Sensu e com normas semelhantes, o doutorado é voltado para quem tem forte interesse analítico em desenvolver pesquisas científicas. Devido a muitos critérios, é preferível que o candidato se dedique inteiramente ao doutorado em regime de interação exclusiva. Mesmo com exigências de alto nível de estudo, o acesso ao curso é aberto até para quem possui apenas a graduação.

De acordo com o MEC, as instituições públicas que ofereçam o doutorado não podem cobrar taxas. É comum que os selecionados ganhem bolsas mensais para auxílio financeiro durante o curso, como forma de incentivo para a dedicação exclusiva às pesquisas. As instituições fornecem bolsa num valor médio de R$2.200, a exemplo da Capes. Já nas instituições privadas, os alunos precisam pagar, mas também podem receber bolsa de auxílio. Ao término da especialização nessa modalidade, os estudantes recebem diploma e podem ser chamados de doutores.

Comentários