Clicky

Selecione a cidade
4020-9734

Notícias › Educação


Engenharia de Alimentos x Nutrição: conheça as diferenças das profissões

Embora ambas as funções lidem diretamente com os alimentos, a execução de atividades década uma delas se distingue, entenda
Por: Taísa Silveira 08/11/2017 - 15:28 - Atualizado em: 08/11/2017 - 18:26
Engenharia de Alimentos x Nutrição: conheça as diferenças das profissões
Engenharia de Alimentos x Nutrição: conheça as diferenças das profissões

É muito comum existirem dúvidas, por parte de quem deseja seguir carreira na área de alimentação, quando se trata de escolher entre as profissões de Engenharia de Alimentos ou Nutrição. Mas embora mexam com o mesmo segmento de alimentos e algumas disciplinas podem até serem vistas pelas duas áreas, no decorrer da graduação, ambas as funções possuem suas especificidades e são distintas entre si.

Para tentar dilucidar sobre essas diferenças, elaboramos alguns tópicos que podem te ajudar a entender melhor sobre cada uma dessas profissões. Confira!

Engenharia de Alimentos x Nutrição

A formação em engenharia de alimentos é muito diversa da do nutricionista, o que impede que ele atue nas mesmas atividades. Por meio de análises químicas e físicas, o engenheiro estuda características que irão compor o alimento, como processos de estocagem, manipulação, produção, acondicionamento, conservação, sobretudo, garantia da qualidade dos alimentos. No geral, esse profissional exerce a função de é garantir a manutenção das propriedades químicas e físicas dos alimentos.

Já na Nutrição, a atividade é voltada para a área de assistência alimentar, ou seja, o profissional trabalha considerando as propriedades alimentares de consumo, com o intuito de ajudar pessoas que possuam carências de nutrientes específicos. O nutricionista  estuda para saber a importância de cada alimento para aplicar no cuidado e assistência às pessoas, com dietas específicas.

Áreas de Atuação

Na Nutrição, o profissional pode atuar em áreas como:

*Alimentação Coletiva- em Unidade de Alimentação e Nutrição (UAN), Alimentação Escolar e Alimentação do Trabalhador.

*Nutrição Clínica- Clínicas, consultórios, hospitais, Ambulatórios atuando na prevenção e tratamento de doenças associadas a alimentação.

*Saúde Coletiva- Unidade de Alimentação e Nutrição (UAN), Alimentação Escolar e Alimentação do Trabalhador.

*Docência- Ensino, pesquisa e extensão (graduação e pós-graduação) e coordenação de cursos.

*Indústria de Alimentos- No desenvolvimento de produtos.

*Nutrição Esportiva- Clubes esportivos; academias e similares.

Marketing de Alimentos e Nutrição- Divulgar informações e materiais técnico-científicos acerca de produtos ou técnicas reconhecidas.

Já na Engenharia de Alimentos, o profissional pode atuar em segmentos voltados para diversas áreas como:

* Produção – planejamento, implementação, produtividade e redução de custos industriais;

*Garantia de qualidade - Determinar padrões de qualidade e procedimentos operacionais para os processos desde a matéria-prima até o transporte do produto final.

*Pesquisa e desenvolvimento – Desenvolvimento de produtos, pesquisas e tecnologias, com objetivo de atingir novos mercados, reduzir desperdícios, reutilizar subprodutos e aproveitar os recursos naturais disponíveis.

*Projetos – Execução de idéias, bem como, avaliações a viabilidade econômica de novas indústrias, estudando as oportunidades de mercado, os custos, as instalações e os equipamentos.

*Fiscalização de Alimentos e Bebidas – Atuar no estabelecimento de padrões de qualidade e identidade de produtos, e na aplicação destes padrões pelas indústrias, garantindo assim, os direitos de quem o consome.

*Docência- Com uma especialização voltada para docência ou Mestrado, o engenheiro pode atuar na Formação de profissionais na área de engenharia, ciência e tecnologia de alimentos bem como em áreas correlatas.

Mercado de trabalho

De acordo com a Fundação Instituto de Pesquisa Econômicas (FIPE), o salário médio inicial de um (a) Engenheiro (a) de alimentos pode ser em torno de R$ 6.672. E o de um (a) Nutricionista, em torno de R$ 2.724. A pesquisa considera dados de contratações realizadas neste último ano, entre os meses de abril a setembro

E você, com qual das duas áreas mais se identifica? Conta para a gente! Conheça também nosso curso presencial de Engenharia de Alimentos.

 

Comentários