Clicky

Selecione a cidade
0800 281 9999

Notícias › Educação


Egressa da UNINASSAU Salvador faz residência no Sírio Libanês

Estudante conta como os campos de estágios foram importantes para sua carreira
Assessoria de Comunicação Por: Natali Reis 10/02/2021 - 11:46 - Atualizado em: 11/02/2021 - 17:50
Vivenciar na prática o dia a dia da profissão é o objetivo de todo o universitário, por isso os campos de estágios se tornam cada vez mais necessários para garantir a melhor preparação do futuro profissional.  
 
Para a enfermeira e ex-aluna da UNINASSAU - Centro Universitário Maurício de Nassau Salvador, Núbia Barreto, que atualmente faz residência no Hospital Sírio Libanês, na área de centro cirúrgico e centro de materiais de esterilização, esse foi o diferencial da sua graduação, os campos de estágios em instituições de referência no estado. “O contato com os estágios logo no 4º semestre foi bastante positivo uma vez que a prática in loco é diferente, requer cuidado específico com cada paciente”, enfatizou”.  
 
Núbia conta que só conseguiu enxergar a residência como uma oportunidade, por meio da sua professora da disciplina de Saúde do Adulto, Sílvia Bastos e quando se formou, em 2015.2, já tinha decidido seguir a residência. Assim, em 2019.1 deu início a esse novo passo na carreira. “Foram quatro etapas, primeira prova teórica, depois prática comportamental, análise curricular e depois a entrevista com os coordenadores. Hoje encaro como divisor de águas na minha carreira, a residência, sem dúvida, é uma experiência única, uma forma de aprendizado por meio de metodologias ativas”, explica.  
 
A reitora da UNINASSAU Salvador, Cecília Emília Queiroz cita o empenho e dedicação do Centro Universitário para preparar o discente, para que ele enxergue as possibilidades do mercado. “O Centro Universitário preza pelo ensino de qualidade aliando a prática com a teoria que vai além dos muros da faculdade, com os estágios em grandes instituições, parcerias, convênios e ações de responsabilidade social. Nosso compromisso é formar além de profissionais qualificados, cidadãos comprometidos em fazer a diferença no meio em que vivem”, conclui. 

Comentários