Clicky

Selecione a cidade
4020-9734

Notícias › Educação


As diversas maneiras de cuidar da saúde mental

A psicologia possui diferentes abordagens para tratar as emoções. Conheça melhor três delas
Por: Paula Brasileiro 23/08/2017 - 16:00 - Atualizado em: 04/09/2017 - 08:22
Conheça algumas das diferentes abordagens da psicologia
Conheça algumas das diferentes abordagens da psicologia

Cuidar da saúde mental é fundamental para garantir uma boa qualidade de vida. A terapia pode ser feita por qualquer pessoa, em qualquer momento, e serve como instrumento para que o indivíduo conheça a si mesmo profundamente e possa se desenvolver melhor consigo e com o meio em que vive. A psicologia tem diversas linhas de trabalho e abordagens que buscam por estratégias e soluções para que o indivíduo possa se entender e gerenciar seus pensamentos e comportamentos. Conheça um pouco mais sobre três desses métodos.

Abordagem psicanalítica

Terapia que através da fala trata os problemas psíquicos. Uma das principais bases desse método é a noção do inconsciente entendendo que este pode pode influenciar e até mesmo gerar eventuais sintomas. O psicanalista vai ajudar o paciente a relembrar e reintegrar materiais inconscientes na busca de uma melhora para a vida atual. A terapia tratará não só as questões reais acerca da vida do sujeito mas, também, suas representações simbólicas.

Abordagem Cognitiva-comportamental (TCC)

A TCC considera a influência de fatores psicológicos, ambientais, biológicos e sociais para o entendimento do comportamento humano. Este comportamento, seja interno ou externo, será o foco desta abordagem. Portanto, a terapia focará nos processos cognitivos e nas formas de pensamento que geram sintomas. O terapeuta buscará auxiliar o paciente a fazer uma avaliação mais realista das situações e treinar habilidades e novos comportamentos através de técnicas direcionadas.

Abordagem existencial-humanista

Esta linha defende que todo ser humano tem a capacidade de crescer e se desenvolver normalmente refutando a ideia de haver a existência de neuroses básicas. O terapeuta, então, criará um ambiente acolhedor e empático para que o sujeito possa se desenvolver na direção em que escolher, sendo quem realmente é. O trabalho estará centrado no paciente, em suas possibilidades de escolha e no seu poder de decisão, enfatizando suas potencialidades.

Interessante, não é? Que tal conhecer melhor o curso de Psicologia da UNINASSAU? Clique aqui e saiba mais.

 

Comentários