Clicky

Selecione a cidade
4020-9734

Notícias › Educação


Dia Mundial da Saúde Mental: por que ela é tão importante

Por: Caroline Melo 10/10/2016 - 00:00 - Atualizado em: 18/10/2016 - 11:00
Cuidados com a saúde mental são fundamentais para se ter qualidade de vida
Foto: Freepik
O décimo dia de outubro traz uma discussão que foi tabu por muito, muito tempo. O Dia Mundial da Saúde Mental, comemorado na data, vem para reforçar a importância da compreensão e do tratamento de doenças que estão, muitas vezes incógnitas, presentes na sociedade. De acordo com a OMS o dia "oferece uma oportunidade para as pessoas e organizações que trabalham com saúde mental falem sobre seu trabalho e o que mais for necessário a se fazer para tornar os cuidados com a saúde mental uma realidade para pessoas em todo o mundo". O tema escolhido para a celebração deste ano pela organização foi  "Primeiros cuidados psicológicos". 
 
 
De acordo com o site da OMS, o termo saúde mental se refere a um vasto conjunto de atividades que direta ou indiretamente se relacionam ao componente de bem-estar mental. Assim, entendido como um suporte mais simples, porém de extrema importância, os primeiros socorros psicológicos são a ajuda oferecida à pessoa que está desenvolvendo um problema ou está em uma crise mental. Essa ajuda é relacionada à promoção do bem-estar, prevenção de desordens mentais e o tratamento e reabilitação de pessoas afetadas por desordens mentais. 
 
A Federação Mundial para a Saúde Mental (World Federation for Mental Health) lançou uma publicação  para o Dia Mundial da Saúde Mental, que traz informações específicas sobre o tema. De acordo com a instituição, toda a campanha é voltada para a assistência que pessoas não profissionais podem oferecer a quem passa por problemas de ordem mental antes que um médico assuma os cuidados - ou até que a crise se resolva. Problemas do tipo são comuns, especialmente depressão, ansiedade e abuso de álcool e outras drogas. Mesmo assim, os indivíduos ainda sofrem com estigmas e discriminação, muitas vezes por não perceberem que têm um problema com a própria saúde ou por não poder obter ajuda profissional. 
 
Ainda de acordo com os artigos da publicação, as metas para esses cuidados são preservar a vida da pessoa que corre risco de ser machucada, prover ajuda de modo a prevenir que o problema de ordem mental piore, promover a recuperação da boa saúde mental e confortar a pessoa com um problema de saúde mental. Essa ajuda pode ser oferecida por qualquer um que não seja profissional, mas que faz parte da rede de contatos de quem foi afetado (como a família, amigos ou colegas de trabalho). 
 
Tais cuidados, descritos no guia de Primeiros Cuidados Psicológicos desenvolvido pela OMS em 2011 se baseiam em três princípios: Observar, Escutar e Observar
 
 
O cuidado com nossa saúde mental e a daqueles que nos rodeiam é muito importante, e em caso de necessidade, não exite em procurar por ajuda. 
  
 

Comentários