Clicky

Selecione a cidade
4020-9734

Notícias › Educação


Dia dos Professores: confira 5 filmes que retratam o cotidiano da profissão

As produções, de diferentes gêneros, mostram as dificuldades e alegrias do ofício
Por: Elaine Guimarães 16/10/2019 - 08:40

Uma rotina dividida entre sala de aula, muitas vezes em mais de uma escola, vida pessoal e estudo. Essa é a rotina da maioria dos professores e professoras do Brasil. Diantes dos entraves da profissão, permanecer como profissional da educação é um desafio e sinônimo de resistência.

Engana-se quem pensa que o trabalho do professor começa e termina na sala de aula. As horas de estudo, preparação de aula, correção de provas e, recorrentemente, como suporte emocional são invisíveis aos olhos daqueles que desconhecem as dores e as delícias de exercer o ofício.  

Na última terça-feira (15), comemorou-se o Dia dos Professores. A data é um momento, não apenas de festejar àqueles que se dedicam ao exercício da docência, mas também, para  refletir sobre os desafios da profissão. Retratando boa parte da realidade vivida pelos docentes, listamos cinco filmes que abordam os as dificuldades e alegrias de ser professor. Confira:

Escritores da liberdade

 Produção baseada em fatos reais, aborda o cotidiano de uma escola periférica, marcada por violência e ausência de empatia. No entanto, o cenário começa a se modificar com a chegada da professora Erin Gruwell. 

 

Vem dançar

Indisciplina, drogas e evasão escolar marcam a rotina de uma escola pública. Ao se deparar com uma cena inusitada, o professor de dança Pierre Dulaine decide dar aulas de dança para um grupo de jovens considerados ‘problemáticos’.

Como estrelas na terra 

Ishaan Awasthi, de 9 anos, tem dificuldades de aprendizagem devido à dislexia e não tinha a compreensão da família, nem dos professores. A história de Ishaan começa a se modificar com a chegada do professor substituto de artes, que através da ludicidade e empatia, consegue diminuir as dificuldades cognitivas e pessoais da criança.

Entre os muros da escola

Em uma escola de Ensino Médio, localizada na periferia de Paris, o professor François Marin divide com os colegas as dificuldades e angústias da profissão, marcadas pelo descaso e relação conturbada com os alunos. 

 

Sociedade dos poetas mortos

A Academia Welton apresenta uma educação conservadores, porém, diante da chegada do professor de literatura John Keating, as aulas começam a ser livres e nada tradicionais. 

 

Comentários