Clicky

Selecione a cidade
4020-9734

Notícias › Educação


Dia do fisioterapeuta e do terapeuta ocupacional: já pensou em atuar em alguma dessas áreas?

Confira um pequeno raio-x sobre essas duas profissões e tire suas dúvidas
Thayná Aguiar Por: 13/10/2021 - 10:39

Fisioterapia ou Terapia Ocupacional? Já imaginou seguir carreira em alguma dessas duas áreas? Hoje, 13 de outubro, é comemorado o Dia do Fisioterapeuta e do Terapeuta Ocupacional. A data representa o dia da criação de ambas profissões. E se existe alguma dúvida sobre alguma destas funções, esta matéria é ideal para você! Aqui, trouxemos um pequeno raio-x de cada uma delas. Confira!

 

Fisioterapia

O fisioterapeuta é o profissional que vai analisar e interpretar exames e laudos médicos para identificar uma possível lesão. A partir disso, ele ficará responsável em prescrever um tratamento de recuperação de movimentos através de exercícios físicos, exercícios na água, tratamentos à base de frio ou calor, ou então aplicação de massagens. As áreas de atuação da fisioterapia são mais amplas do que muitos sabem. 

O estudante pode optar por algumas como: saúde preventiva; fisioterapia do trabalho; fisioterapia desportiva; indústria de equipamentos; fisioterapia neurológica; ortopedia e traumatologia ou fisioterapia cardiorrespiratória. A profissão, que é regulamentada no Brasil, exige não somente o diploma, como também o registro no Conselho Regional de Fisioterapia e Terapia Ocupacional (Crefito), para assim poder dar início aos atendimentos.

Na UNINASSAU/UNINABUCO/UNAMA/UNG/UNIVERITAS, a graduação tem duração de 5 anos e entre algumas disciplinas que serão vistas ao longo do curso, podem-se destacar: anatomia; biologia; saúde pública e fisiologia. De acordo com dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), do Ministério do Trabalho, o salário médio do fisioterapeuta pode ser de R$ 3.299,00.

 

Terapeuta ocupacional

Um pouco menos conhecido que fisioterapia, o curso de terapia ocupacional também possibilita aos estudantes encontrar espaço de atuação dentro de hospitais. O profissional é responsável por auxiliar na reabilitação de pessoas com limitações físicas ou psicológicas, podendo atuar com indivíduos que tenham problemas cognitivos, afetivos, psicomotores, entre outros, sejam eles oriundos de distúrbios genéticos ou adquiridos após alguma situação traumática ou doença. 

Assim como o fisioterapeuta, o terapeuta ocupacional também necessita não apenas do diploma, como também do seu registro no Crefito. De acordo com dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), do Ministério do Trabalho, o salário médio do terapeuta ocupacional no Brasil é de R$ 2.598,45. Na UNAMA, a graduação tem duração de 4 anos e entre algumas disciplinas que serão vistas ao longo do curso, podem-se destacar: anatomia; saúde coletiva; fisiologia e traumatologia.

 

Comentários