Clicky

Selecione a cidade
0800 281 9999

Notícias › Educação


Dia das Crianças: a importância do estímulo às atividades físicas

Especialista alerta sobre a rotina sedentária das crianças e destaca a importância da prática de exercícios para o desenvolvimento físico, social e mental
Assessoria de comunicação Por: 12/10/2021 - 17:06 - Atualizado em: 13/10/2021 - 17:08
Dia das Crianças: a importância do estímulo às atividades físicas
Por Henrique Almeida.
 
Com mais um Dia das Crianças chegando, época em que os adultos organizam momentos especiais e iniciam a corrida por presentes, lembrar da importância do estímulo a atividade física para qualidade da saúde das crianças se faz necessário. Correr, pular corda, jogar futebol, andar de bicicleta e outras atividades estão perdendo espaço no mundo infantil, diante de um período cada vez mais tecnológico, no qual as novas gerações passam horas e horas em frente a tela do celular, tablet ou computador. 
 
Para a professora dos cursos de Educação Física e Fisioterapia da UNINASSAU Petrolina, Denise Melo, o maior acesso aos dispositivos eletrônicos tem, realmente, contribuído para o crescimento do sedentarismo infantil. “Sem dúvidas, os jogos eletrônicos têm sido um fator negativo, principalmente no desenvolvimento motor das crianças, do estímulo à prática de exercício físico. Encontramos crianças com distúrbios metabólicos do ponto de vista de pressão arterial, diabetes, com taxas prejudicadas, e isso é muito em virtude dessa questão do sedentarismo, da falta de exercício físico. Portanto, um ponto que precisa ser mais bem cuidado em relação a qualidade de vida, é essa questão do tempo de exposição a jogos e muitas vezes o tempo inativo da criança”, explica Denise. 
 
A especialista afirma que a prática regular de exercícios físicos pode ser determinante no desenvolvimento físico, psicológico e social das crianças. Por isso a importância de estimulá-las desde cedo. “No ponto de vista físico, garante um bom desenvolvimento motor da criança, bem como ganho de força, melhor controle de fatores relacionados ao peso ou massa corporal, uma vez que a gente sabe que as pessoas estão sendo afetadas em relação ao sobrepeso e obesidade. Do ponto de vista social, por exemplo, a gente pode enfatizar a importância de interagir com outras crianças, da prática do exercício de brincadeiras que não deixa de ser uma forma de se exercitar e tornar as crianças mais sociáveis.  Além disso, enfatizo todas as questões psicológicas, que hoje vem afetando também crianças. É muito mais comum a gente observar crianças com ansiedade e isso tem prejudicado, sem dúvida, a saúde dessas crianças. Então, o exercício físico também é uma forma de contrapor esses efeitos”, explica Denise.  
 
A professora também esclarece que não existe uma idade específica para a criança começar a praticar exercícios. “A partir do momento que a criança tem a habilidade ou capacidade de desenvolver qualquer tipo de interação e participação dentro de uma modalidade esportiva ou de qualquer exercício que venha promover o movimento, não tem uma idade a definir que seja a ideal para começar o exercício físico. A gente vê bebês, ainda de meses, começando com a prática de exercício físico no meio aquático, por exemplo. Então, sem dúvida, o importante é estimular a realizar o exercício, a se movimentar mais”, ressalta.  
 
Para os pais e familiares que buscam envolver mais as crianças em práticas de exercícios, a dica é procurar uma atividade que seja prazerosa para elas. Brinquedos que incentivam movimentos também são boas indicações de presentes. “A atividade mais indicada é aquela que vai gerar prazer para a criança, que de fato ela vai se sentir estimulada a realizar, seja brincadeiras ou algum tipo de esporte da preferência da criança. Então, bicicleta é um bom estímulo, aulas de natação na piscina, de ponto de vista de brinquedos temos bolas diversas, jogos com bola e raquetes, patinete, tudo isso dá a oportunidade de gastar energia, de brincar e estimular a criança ao exercício de maneira agradável”, pontua a educadora física.   
 
 

Comentários