Clicky

Selecione a cidade
4020-9734

Notícias › Educação


Confira 5 dicas infalíveis de como fazer uma carta de apresentação

A carta de apresentação é um dos cartões de visita de um profissional além de seu currículo
Por: Taísa Silveira 13/03/2017 - 08:00 - Atualizado em: 13/03/2017 - 08:00
Confira estas dicas para fazer uma carta de apresentação perfeita
Confira estas dicas para fazer uma carta de apresentação perfeita

A carta de apresentação é o cartão de visitas de um candidato, que deve ser apresentada junto com o currículo. Na carta o candidato deve apresentar-se ao recrutador, falar de suas principais experiências e qualificações e explicar de forma objetiva porque tem os requisitos para preencher a vaga que a empresa está oferecendo.

No entanto, esta tarefa pode ser um tanto complicada se o candidato possui muitos anos de experiência e não consegue resumir sua trajetória profissional, ou ainda se não possui qualquer experiência. Então, nesses casos, como fazer? Para tentar auxiliar você a escrever uma carta de apresentação que vai encantar qualquer recrutador, separamos 5 dicas infalíveis que vão fazer você tirar de letra esse desafio. Confira:

1 - ENDERECE SUA CARTA DE APRESENTAÇÃO

Ainda que você não saiba o nome do recrutador/a que irá receber seu material, é sempre bom, colocar um destinatário na sua carta, como “prezado/a recrutador/a, selecionador/a ou empregador/a” para manter a formalidade exigida nessas situações.

2 - MOSTRE QUE ATENDE AOS REQUISITOS EXIGIDOS PARA A VAGA

A carta de apresentação deve ser curta, com no máximo 3 ou 4 parágrafos, portanto, você deve mostrar logo de cara para os recrutadores que atende a maioria ou todos os requisitos que a vaga exige, explicitando suas qualificações e experiências profissionais.

3 - DEMONSTRE QUE SUAS QUALIFICAÇÕES PODEM AGREGAR VALOR A EMPRESA

Este item se assemelha muito ao anterior, mas neste caso, para aqueles candidatos que estão em busca de um primeiro emprego, por exemplo, e não têm um currículo recheado de experiências, pode apostar por exemplo na inclusão de trabalhos voluntários em ONGs, ou ações de destaque que teve durante a faculdade, projetos de pesquisa/extensão que participou, ou até mesmo alguma habilidade que você tem e desempenha com maestria. Mas lembre-se: sempre algo relacionado à área que você pretende atuar, portanto se a vaga é para o setor de comunicação da empresa, ao invés de dizer que já ganhou três prêmios estaduais de dança de salão, diga que domina o Photoshop, isso terá muito mais relevância para os recrutadores.

4 - SE TIVER AUTORIZAÇÃO DA PESSOA, EVIDENCIE O NOME DO SEU Q.I

Atualmente com as vagas reduzidas em relação a quantidade de candidatos buscando por oportunidades, uma indicação sempre será bem vinda. Isso porque, no meio de tantos currículos, os recrutadores saberem que devem dar uma atenção especial ao candidato “x” ou “y” ajuda muito a reduzir o desgaste de realizar uma grande seleção. Por isso, sempre que seu Q.I (quem indica) autorizar, não deixe de salientar que está pleiteando aquela vaga, de acordo com a indicação de fulano de tal.

5 - DEMONSTRE QUE PESQUISOU MAIORES INFORMAÇÕES SOBRE A EMPRESA

Uma das coisas que os recrutadores prestam atenção, é justamente se o candidato pesquisou sobre a empresa, ao invés de ter simplesmente enviado o currículo porque estava em busca de oportunidades de trabalho. Deixar explícito na sua carta de apresentação que você conhece a empresa, o ramo de atuação dela e se possível, suas estratégias de mercado - ainda que este item você conheça superficialmente - faz com que o empregador veja que você de fato está interessado naquela empresa especificamente. Por isso sua carta de apresentação deve ser escrita direcionada para a empresa a qual você está pleiteando a vaga. Para cada empresa e vaga, uma carta de apresentação específica deve ser feita, ainda que as principais informações sejam semelhantes.

Comentários