Clicky

Selecione a cidade
4020-9734

Notícias › Educação


Como sobreviver aos trabalhos em equipe

Um dos grandes desafios da vida universitária é fazer trabalhos em equipe, porque exige um nível de maturidade e capacidade de negociação que muita gente não desenvolveu durante todo o ensino médio. Então, como lidar com essas questões sem pirar até a formatura?
Por: Taísa Silveira 09/03/2017 - 08:00 - Atualizado em: 09/03/2017 - 08:00
Foto: Freepik
Como sobreviver aos trabalhos em equipe sem enlouquecer
Ainda que os objetivos sejam os mesmos: passar na matéria, obter a nota, adquirir um conhecimento mais aprofundado sobre determinado tema, muita gente ainda encara os trabalhos em equipe como um tormento. Desentendimentos são normais quando se juntam diversas perspectivas e pensamentos diversos, mas isso deve ser encarado com tranquilidade e muito diálogo. Segundo a psicóloga Ana Paula Sampaio, a conversa é o elo entre os integrantes de um trabalho bem sucedido. “O primeiro segredo é aprender a ouvir. Ouvir o outro e principalmente ouvir o que diz. As pessoas falam sem prestar atenção no que dizem e acabam provocando mal entendidos” alerta.
 
Mas além de um diálogo aberto e franco entre os participantes do trabalho, as regras devem ser muito claras para todos e as responsabilidades atribuídas a cada um também. “O grupo precisa saber de forma clara qual o objetivo do trabalho e sempre que possível forme sua equipe buscando afinidades entre os integrantes. O segundo passo é saber qual a função ou parcela de cada um” revela Ana Paula.
 
Infelizmente, nem todos conseguem ter esse entendimento e resolvem partir para o caminho mais fácil e menos trabalhoso, correndo o risco de prejudicar outros integrantes da equipe. Foi o que aconteceu com a estudante de Letras Ilana Bastos, que descobriu um plágio na parte escrita atribuída à colegas que realizaram a tarefa com ela.“[O trabalho ] foi para um professor de Literatura Brasileira. Ele avisou antes que se pegasse plágio, daria 0 (zero) para o grupo todo. Ele queria parte escrita e apresentação oral”. Ela explica que ficou bastante atenta aos outros colegas que não conhecia muito bem e aos métodos de trabalho e pesquisa deles. “Fiz [o trabalho] com uma amiga e duas pessoas que não conhecia muito. 
Se o professor não falasse [sobre o plágio], acho que eu nem procuraria”.
Por sorte essa história acabou bem, pois a estudante conseguiu identificar os pontos totalmente copiados de outros autores sem atribuição de créditos e pedir que seus colegas corrigissem através de citações diretas, indiretas ou excluindo os trechos reproduzidos integral ou parcialmente.
 
Pensando nas maiores dificuldades que os estudantes enfrentam para realizar trabalhos em equipe, listamos aqui 5 dicas que podem ajudar a atravessar essa etapa com sucesso e sem sofrimento. Confira:
 
1 - Busque formar equipes através de afinidades
Segundo a psicóloga Ana Paula Sampaio em situações como essa estar rodeado de pessoas que pensem e trabalhem de maneira semelhante auxilia no desenvolvimento do trabalho. “Pessoas só andam juntas se vão para o mesmo lugar. Sei que algumas vezes isso não é possível,  aí uma conversa franca de início ajuda a afinar os instrumentos.”
 
2 - Identifique perfis e divida tarefas
Muitas vezes os conflitos acontecem por meras disputas por liderança dentro da equipe. Por esta razão, conversar com todos os envolvidos e identificar os perfis de cada integrante ajuda na hora da divisão de tarefas. “Sempre há aquele que escreve melhor, aquele que fala melhor. Essa conversa vai ajudar a explorar as potencialidades e suprir as deficiências” aponta a psicóloga.
 
3 - Conversa é a melhor forma de esclarecer pontos difusos
Não adianta nada definir o grupo com as pessoas de perfil parecido, dividir as tarefas e não falar sobre elas. Ter o objetivo claro para todos do grupo é uma das chaves do sucesso e isso se faz conversando sobre as etapas do trabalho. 
 
4 - Use a tecnologia a seu favor
As pessoas tem rotinas distintas e muitas vezes o único momento que se encontram é durante as aulas na faculdade. O uso das tecnologias nunca deve ser subestimado, mas utilizado como aliado no desenrolar dos trabalhos acadêmicos em grupo. Esta é uma das estratégias utilizada por Ilana. “Estou fazendo Estágio 1 e temos feito só reunião online, no whatsapp porque ninguém tem tempo de fazer presencial”. A dica aqui é definir um meio para a troca de informações  e arquivos, para que as informações não se percam no mar de mensagens trocadas.
 
5 - Faça pesquisas e evite plágios
Tarefas em equipe tendem a ser um tanto mais difíceis de se realizar justamente porque cada pessoa tem seu próprio método de trabalho, mas não significa que as pesquisas em fontes confiáveis não devam ser realizadas e atribuídas aos seus autores. A dica aqui é seguir o ditado e dar a César o que é de César, ou seja, se não foi você quem fez aquele artigo ou desenvolveu aquela crítica super bem elaborada, use as citações: diretas ou indiretas, desde que você credite ao verdadeiro autor aquele pensamento/trecho.

Comentários