Clicky

Selecione a cidade
4020-9734

Notícias › Cultura


Com 433 anos, João Pessoa coleciona histórias, belezas naturais e títulos

A cidade que não para de se modernizar também possui altos índices de qualidade de vida
Por: Melissa Fernandes 03/08/2018 - 16:30 - Atualizado em: 05/08/2018 - 10:59
Imagem mostra orla de João Pessoa
Principais praias de João Pessoa têm 24 quilômetros de orla

A capital paraibana comemora, neste dia 5 de agosto, 433 anos de belezas naturais, histórias e progresso. A data do aniversário da cidade é alusiva ao dia da padroeira local, Nossa Senhora das Neves. Jampa, como muitos carinhosamente João Pessoa, é formada, principalmente, pelas praias do Bessa, Manaíra, Tambaú e Cabo Branco. Interligados por um único calçadão, os bairros da orla movimentam bares, restaurantes e atividades de lazer ao longo dos seus 24 quilômetros. Destacam-se ainda no cenário do turismo as praias do Seixas, e Jacaré, que ganhou fama e reconhecimento pelo seu pôr do sol. 

Ao mesmo tempo que é moderna, preserva um grande patrimônio histórico, fazendo com que os traços oriundos dos tempos do Brasil-colônia, e ainda da natureza, dividam o espaço com a urbanização. Praças possuem espaços para equipamentos de ginástica, ciclovias estão espalhadas pela cidade que é banhada pelo oceano atlântico, além de possuir estrutura para a prática de esportes e passeios náuticos e mergulho.

 

Títulos

A organização International Living declarou João Pessoa como sendo uma das melhores cidades do mundo para se desfrutar a aposentadoria.

É uma das capitais de melhor qualidade de vida da Região Nordeste, possuindo diversos locais que auxiliam aos filhos da terra e a quem chega de visita e resolve não ir mais embora, a viver mais e melhor.

É conhecida como "Porta do Sol” por estar localizada a Ponta do Seixas, que é o ponto mais oriental das Américas, o que torna a cidade conhecida como o lugar "onde o Sol nasce primeiro nas Américas".

Durante a ECO-92, a conferência da ONU sobre o meio ambiente, João Pessoa recebeu o título de "segunda capital mais verde do mundo". De acordo com um cálculo baseado na relação entre número de habitantes e área verde, a cidade perderia apenas para Paris.

Dados de 2000 mostram João Pessoa como a capital menos desigual do Nordeste, segundo dados do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada ( IPEA).

História

Fundada em 5 de agosto de 1585 e localizada às margens do rio Sanhauá, teve seu primeiro nome de Real Cidade de Nossa Senhora das Neves. A capital paraibana logo foi sendo povoada e construções religiosas também chegaram ao local. Felipeia de Nossa Senhora das Neves foi o novo nome dado a cidade durante a União Ibérica, prestando uma homenagem ao rei Felipe II. Frederikstadt (Cidade de Frederica) passou a ser seu nome em 1634, quando foi invadida pelos holandeses que exploraram o comércio local, utilizando de seus engenhos por 20 anos. Os portugueses retomaram a cidade, que ficou consagrada como Parahyba até os anos de 1930, momento em que finalmente a capital da Paraíba foi batizada de João Pessoa em homenagem póstuma ao governador do estado.

 

Gostou do assunto? Conta aí qual é o seu cantinho farorito em Jampa! 

Comentários