Clicky

Selecione a cidade
4020-9734

Notícias › Educação


Celular: 5 dicas para deixar as distrações de lado na hora dos estudos

O smartphone tem sido uma das principais ferramentas utilizadas pelos estudantes na pandemia, mas é preciso ter foco para usar bem os recursos que os aparelhos oferecem
Por: 11/03/2021 - 17:19
Lá em 10 de março de 1876, quando Alexander Grahmam Bell patenteou umas das invenções mais importantes do século XX não imaginava a dimensão e o valor que o telefone teria na vida das pessoas. Segundo contam os historiadores, a primeira mensagem trocada entre dois indivíduos por meio de um aparelho tão tecnológico e inovador para a época foi: “Sr. Watson, venha aqui. Quero ver você”.
 
Um ano depois, em 1877, D. Pedro II foi o primeiro brasileiro a ter uma linha telefônica em casa. O alcance não era tão extenso assim. Ia do Palácio, no bairro de São Cristovão, até o centro do Rio de Janeiro. Hoje em dia uma pessoa com um simples smartphone na mesma cidade do Príncipe Regente pode se comunicar com outras do outro lado do planeta. 
 
O telefone evoluiu. Tornou-se muito mais do que um mecanismo de atender e fazer ligações ou enviar mensagens simples. É ferramenta de trabalho, de conexão com o mundo e até instrumento fundamental para os estudos e desenvolvimentos de carreiras. Em meio a crise sanitária que estamos enfrentando, multiplicam-se relatos de pessoas que têm apenas o smartphone para assistir às aulas, fazer as pesquisas e ter acesso aos conteúdos acadêmicos. No entanto, nem tudo são flores. É preciso ter foco para não acabar perdendo o tempo de aprendizagem com as redes sociais ou dispersando a atenção entre uma notificação e outra, por exemplo. 
 
Veja 5 dicas para melhorar a relação entre o telefone e os estudos
 
1 - Desative as notificações
Se você é do tipo que não aguenta uma mensagem não lida, uma notificação de marcação em alguma foto ou não resiste àquele perfil que conta as novidades do seu reality show favorito, é imprescindível desativar as notificações. Tem gente que não consegue ignorar conversar em grupos, novidades nas redes e simplesmente tem a atenção desviada para qualquer outro assunto que não seja referente à matéria que está estudando. 
 
2 -  Modo silencioso
Existem em muitos aparelhos um “modo silencioso”, “modo dormir” ou “não pertube”, que é a maneira mais rápida de não ver o que está sendo dito e feito no fantástico mundo das redes sociais. Caso o computador também seja utilizado para estudar, desligar o telefone é um passo a ser dado, mesmo que a longo prazo. 
 
3 -  Trace objetivos e metas
Seu objetivo para o semestre é não ir para a final? Terminar o trabalho de conclusão de curso no prazo; entrar em um novo curso; aprender um idioma? Trace metas! Saber que estudar 5 horas por dia, por exemplo, pode te ajudar a alcançar seus resultados é um incentivo para não desviar a atenção! Ficar alguns momentos do dia sem responder mensagens, curtir e postar fotos e conteúdos não vai prejudicar em nada a sua vida! Pense nisso! 
 
4 - Defina horários de estudos 
Ter uma programação a ser cumprida é um bom incentivo. Uma dica é: tenha horários exclusivos somente para estudar. Pode ser um calendário exposto em um quadro no quarto, em um lembrete no próprio celular, em uma cartolina colada na parede. O mais importante é ter uma rotina e se não der para cumprir em algum dia, não desanimar: seguir com a programação normal nos posteriores. Com o passar do tempo, o estudante já incorpora os horários ao seu dia, sem muitos sacrifícios. 
 
5 - Faça intervalos 
Não precisa ficar horas e mais horas estudando longe das redes sociais. O horário pode ser dividido entre uma matéria e outra. Uma hora para cada, com pequenos intervalos para lanches, banheiro ou simplesmente um respiro. Nesse momento, você pode se liberar para entrar na sua conta, responder seus e-mails e mensagens instantâneas e depois voltar para as disciplinas, lembrando sempre do seu objetivo maior. 
 
Bônus!
Muitas universidades optaram por não retornar às atividades presenciais por conta do avanço da pandemia do novo coronavírus. Muita gente não consegue ter o mesmo rendimento on-line como teria numa sala de aula. Para não atrasar seus estudos, prejudicar o andamento da sua formação, ficar naquele momento focado na aula e longe do smartphone pode ser um passo fundamental para absorver o conteúdo e não ter que correr atrás do prejuízo depois! 
 
Por Marcele Lima
 

Comentários