Clicky

Selecione a cidade
4020-9734

Notícias › Educação


Alunos de Farmácia aprendem técnicas para produção de perfume

São mais de 1500 notas olfativas que combinadas resultam em diferentes fragrâncias
Assessoria de Comunicação Por: Vanessa Braz 10/05/2018 - 14:23
Os alunos do 7º período do curso de Farmácia da Faculdade UNINASSAU João Pessoa estão aprendendo técnicas para produção de perfume. A atividade faz parte da disciplina de Cosméticos e Sanificantes, onde os discentes se preparam para lidar com mais de 1500 notas olfativas que combinadas podem resultar em diversos tipos de fragrâncias. 
 
Durante este semestre, os alunos vão desenvolver técnicas de extração para a produção de perfumes. “A extração pode ser feita a partir de diversas matérias-primas, dentre elas as vegetais que estão presentes na natureza. A partir do cravo, da canela, do limão siciliano, do morango e de qualquer ingrediente podemos extrair o cheiro. Após o procedimento, o material fica em um solvente por 15 dias para que seja extraído o óleo essencial. Depois  desse período, o solvente evapora e fica a nota olfativa que com a harmonização e um período de seis meses irá se transformar em uma fragrância”, destacou a professora da disciplina, Carol Araruna.
 
O processo é muito interessante e exige paciência e um bom olfato para que as notas tenham uma harmonização positiva, resultando assim em cheirosas fragrâncias. “O que queremos aqui é estimular o aluno na criação do seu próprio perfume, extraindo diversas notas e harmonizando-as da forma que acharem melhor. A aula é dividida ao longo do semestre e estamos começando com a extração, para finalizar com a produção dos diferentes tipos de perfumes que encontramos no mercado como, por exemplo, o parfum, eau de parfum e o eau de toilette”, concluiu a docente.
 
Para a estudante Daniele Gonçalves, a experiência está sendo enriquecedora. “Eu nunca tinha tido contato com a produção de perfume e isso é muito importante para a Faculdade e para nossa formação. O que mais me chamou atenção foi o tempo de produção de um perfume, que é um processo simples, mas trabalhoso e lento”, afirmou.
 
Segundo a professora Carol, a industria vai além da produção dos perfumes tradicionais atendendo um mercado cada vez mais exigente. “Outro mercado é a extração de sintéticos que chegam a uma nota, como o almíscar, fragrâncias de carro novo, papel e até jeans. O almíscar, por exemplo, era um produto retirado dos testículos do veado. Para interromper a castração e manipulação deles, a indústria começou a produzir essa nota sinteticamente”, contou a professora.
 
O curso de Farmácia acontece no bloco “A”, da Faculdade UNINASSAU de João Pessoa, na Avenida Epitácio Pessoa 1201, no Bairro dos Estados.
Galeria: 
Aluna aprendendo sobre a produção de perfumesAlunas trabalham o olfato para identificar fragrânciasAlunos de Farmácia aprendem técnicas importantesAlunos de Farmácia colocam a mão na massaAlunos assistem aula sobre produção de perfumesEquipamentos usados na produção de perfumesAlunos trocam experiências sobre produção de perfumeÓleos essências de matéria-prima vegetal Primeira aula de técnicas para produção de perfumes

Comentários