Clicky

Selecione a cidade
4020-9734

Notícias › Educação


Alunos da UNINASSAU aprovados no concurso do IMIP

Os estudantes da instituição tiveram destaque no concurso e foram aprovados em 1º e 3º lugar de Neonatologia
Assessoria de Comunicação Por: Tuanna Mota 14/10/2016 - 17:19 - Atualizado em: 17/10/2016 - 17:50
Imagem mostra os três aprovados no concurso
Com mais de 90 alunos inscritos no concurso, os estudantes da UNINASSAU foram as melhores notas da prova prática e teórica

O Instituto de Medicina Integral Professor Fernando Figueira – IMIP realizou o concurso para estágio curricular não obrigatório para acadêmicos de Enfermagem e Medicina do IMIP de 2016. Foram selecionados estudantes para as especialidades em ginecologia e obstetrícia, emergência pediátrica, cirurgia pediátrica e neonatologia. Vários discentes de Medicina da UNINASSAU – Centro Universitário Maurício de Nassau participaram do concurso e dois deles ficaram entre os melhores classificados: Thaís Milla Franco de Freitas e Felipe de Castro Moraes e Camila de Andrade Leal. 

 O concurso possuía várias subcategorias que deveriam ser escolhidas na inscrição (ginecologia e obstetrícia, emergência pediátrica, cirurgia pediátrica e neonatologia) e tinha como pré-requisito cursar as cadeiras de pediatria ou saúde da criança. A primeira etapa foi realizada através de uma prova teórica com 40 questões objetivas, de acordo com a área que cada aluno escolheu. Para a segunda fase, foram selecionados, por nota, o dobro das vagas ofertadas para fazer uma prova de habilidades e competências (THC), que é uma prova prática com casos fictícios ou reais na forma de simulação.

Com mais de 90 alunos inscritos no concurso, os alunos da UNINASSAU foram as melhores notas da prova prática e prova teórica. Cláudio Lacerda, Diretor da Faculdade de Medicina da UNINASSAU, falou sobre a importância desse concurso para os alunos e para a instituição. “Ter um resultado como este é muito significativo para nós. Somos um curso médico recente e estes são os nossos primeiros alunos que foram submetidos a avaliação externa, juntamente com outros de outras universidades. O desempenho deles confirma a visão que temos que nossos alunos então muito bem em sua formação. Isso é muito significativo”.

Thais Milla, 9º período, conquistou a nota mais alta na prova prática e já está ansiosa para começar o estágio. “A maior dificuldade que senti foi em ter que conciliar os assuntos da programação do concurso enquanto ainda estava no internato, foi muito corrido e o tempo era muito curto. Mas, o currículo do curso da UNINASSAU nos ajudou bastante por contemplar a grande maioria dos temas abordados”, ressalta Thais.

A oportunidade de realizar um Estágio em um dos hospitais de maior referência no estado também foi mencionado pelo Dr. Cláudio Lacerda. "Oportunidades como esta ficam no currículo dos estudantes e estar entre os primeiros colocados é um diferencial. Temos muitos alunos brilhantes no curso de Medicina, a Thais e o Felipe são apenas os primeiros a ter um destaque além da nossa instituição", completa.

A consciência sobre a importância dessa oportunidade também é mencionada pelos estudantes. “Sempre quis fazer um estágio extracurricular para aprimorar os meus conhecimentos e habilidades práticas. Além disso, uma oportunidade como esta conta bastante para o histórico escolar, como critério de desempate na residência médica e também oferece um auxílio para os estudantes com uma bolsa remunerada”, enfatiza Thais.

Para Camila de Andrade Leal, a maior dificuldade foi conciliar a faculdade, principalmente em semana de prova, com a prova do concurso, os assuntos de obstetrícia, que são muito densos. “Uma das vantagens foi ter um bom aproveitamento da cadeira no período passado, além dos próprios professores de obstetrícia que foram bem pontuais sobre o que é importante nessa área. A UNINASSAU ajudou muito no acesso a um laboratório equipado com os instrumentos necessários para a prova também ajudou na hora do treino para a segunda fase”, pontua Camila, que conseguiu uma vaga em obstetrícia.

Ela, que está no oitavo período, obteve média 8,13. Esse foi um dos melhores resultados da seleção, já que somente para obstetrícia metade das vagas estavam destinadas a outras instituições. “Foi bem gratificante conseguir passar e ter a oportunidade de adquirir um pouco de experiência na área”, comemora a futura obstetra.

Já Felipe Castro, do 9º período, foi aprovado em Neonatologia e obteve a maior nota na prova teórica. “Acredito que a maior dificuldade foi o nível da prova. Avaliei que as questões estavam em um nível médio para fácil, então foi preciso controlar a ansiedade para não cometer nenhum erro. A UNINASSAU também teve papel primordial nessa aprovação. Recebemos incentivo a todo momento e mesmo estando no internato de Neonatologia, os professores sempre estavam nos ajudando com o conteúdo", relatou Felipe.

“Eu sempre fui muito competitivo em tudo na minha vida, e isso para mim é uma realização. Sou jovem, iniciando meus primeiros passos na Medicina do estado e passar em um concurso como este é uma realização pessoal. Isso é resultado de muita dedicação de nós alunos, dos professores e da UNINASSAU com o curso”, finaliza o estudante.

 

Comentários