Clicky

Selecione a cidade
0800 281 9999

Notícias › Educação


Abril Verde: mês dedicado à prevenção de acidentes de trabalho

Um acidente de trabalho traz prejuízos para o funcionário e para a empresa, sendo necessário seguir normas de segurança
Assessoria de Comunicação Por: 11/04/2022 - 17:40 - Atualizado em: 02/05/2022 - 08:16
Por João Milton
 
O mês de abril é direcionado às ações educativas nacionais que abordam a importância da segurança e saúde dos trabalhadores. Nessa campanha de conscientização, a qual busca reforçar os cuidados relacionados à prevenção de acidentes no local de trabalho, o símbolo é uma fita verde.
 
As Normas Regulamentadoras do Ministério do Trabalho, de atendimento obrigatório, dispõem medidas coletivas e individuais para a proteção do trabalhador. É obrigação do empregador executar as proteções coletivas, assim como fornecer as individuais quando as medidas de caráter geral forem insuficientes ou inexistentes. Neste caso, o empregador deverá seguir a Norma Regulamentadora Nº6 e fornecer o Equipamento de Proteção Individual - EPI, conceituado como “todo dispositivo ou produto, de uso individual, utilizado pelo trabalhador, destinado à proteção de riscos suscetíveis de ameaçar a segurança e a saúde no trabalho”. De acordo com o normativo, é obrigação da empresa fornecer gratuitamente aos empregados equipamentos adequados para a função que desempenha.
 
Na execução de qualquer atividade, devem ser observadas as exigências de SST capazes de prevenir acidentes, como proteção contra quedas, choques elétricos, partes perigosas das máquinas, incêndios e explosões. Mesmo o trabalho sendo o mais simples, é preciso que os cuidados sejam colocados em prática e as normas seguidas.
 
Para Joseline Carneiro Leão, especialista em Engenharia de Segurança do Trabalho e professora dos cursos de Engenharia da UNINASSAU Recife, a segurança do trabalho é feita por meio da adoção de diversas medidas preventivas, incluindo o treinamento dos empregados para colocarem em prática as exigências das Normas Regulamentadoras. O objetivo delas é eliminar os possíveis riscos que os trabalhadores podem encontrar no ambiente de trabalho.
 
A especialista também comenta a importância de as empresas estudarem maneiras de prevenir acidentes pensando no bem-estar e na segurança dos seus funcionários. “É evidente a necessidade de observar os equipamentos de segurança e o espaço que o trabalhador passará grande parte do tempo exercendo suas funções. A Gestão dos Riscos Ocupacionais, além de possibilitar o controle de tais riscos, trará benefícios às empresas e aos seus profissionais. O descumprimento das exigências legais, de responsabilidade do empregador, resulta em grandes prejuízos, como um eventual processo trabalhista contra o empregador”, afirma.
 
Os acidentes de trabalho trazem custos diretos e indiretos à empresa, gerando prejuízos. Há os riscos de acidentes graves e fatais, como danos severos aos trabalhadores e suas famílias, e os danos que máquinas, veículos e equipamentos podem sofrer. Isso pode afetar negativamente o bem-estar físico e emocional dos profissionais, assim como comprometer os processos produtivos. Portanto, é necessário incorporar as medidas de segurança em todos os setores da empresa.
 
Joseline ressalta que, para prevenir os acidentes, são necessários esforços nas áreas de gestão e planejamento. “O engenheiro de segurança do trabalho deve avaliar os riscos e implementar ações para evitar problemas futuros, sempre pensando no bem-estar dos funcionários. Seja qual for a profissão, toda a equipe da empresa deve ter sua segurança garantida”, conclui.
 

Comentários