Clicky

Selecione a cidade
4020-9734

Notícias › Educação


5 regras importantes que todo enfermeiro socorrista deve saber

Se essa é a área da enfermagem que você escolheu ou pretende seguir, fique por dentro!
Rebeca Ângelis Por: 26/04/2019 - 11:10

Adrenalina, agilidade e pronto-atendimento. Esses são alguns dos princípios básicos para um profissional de enfermagem que escolher seguir carreira como socorrista. A necessidade de atuar com segurança diante das mais diferentes intercorrências e adversidades é um fator primordial o enfermeiro socorrista.

Isso porque sua função atua no local da ocorrência. Ele precisa evitar e minimizar danos decorrentes de traumas, fazendo a triagem, avaliando a vítima e prestando a primeira assistência, antes mesmo de encaminhá-la até um hospital. É no imprevisível que a enfermagem de urgência e emergência socorre e salva vidas. Portanto, se essa é a área que você escolheu ou pretende seguir, fique por dentro de 5 regras importantes!

1-Tudo começa no “192

Tudo começa com uma ligação com pedido de ajuda. Antes mesmo do resgate acontecer, a enfermagem deve estar atenta aos pontos cruciais de rotina. O Atendimento pré-hospitalar (APH) deve ser rápido e conter suporte suficiente para salvar as vítimas em curto tempo, até encaminhá-las a um hospital. E, para que tudo corra bem, é rotina do enfermeiro socorrista: conferir viaturas, equipamentos, encaminhar materiais para a desinfecção correta, estar com Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) adequados.

Estudantes de enfermagem estão aprendendo a resgatar os pacientes em situação de emergência2- Saiba prevenir o Infarto e Acidente Vascular Encefálico (AVE) Médico, Primeiros Socorros, Profissão, Doença, Médica

Uma das maiores causas de mortes no mundo, de acordo com a Organização Pan-Americana da Saúde (Opas), são as Doenças Cardiovasculares (DCV).  E o Infarto Agudo do Miocárdio (IAM) lidera como um dos principais sintomas. Por isso, o enfermeiro precisa estar atento e apto para realizar uma avaliação clínica no paciente que possa apresentar tais características. Sua atuação é primordial na hora de posicionar vítimas com as manobras adequadas para cada caso, bem como prevenir complicações.

3-Esteja atento às vítimas de traumas

Um enfermeiro socorrista deve estar preparado para lidar, principalmente, com situações de traumas de acidentes mobilísticos e violências. Para tal situação, é preciso ter discernimento, bem como estar habilitado a agir de acordo com os protocolos de Atendimento Pré-Hospitalar e Hospitalar ao Trauma.

Primeiros Socorros, Resgate, Vítimas, Salvador4- Saiba classificar situação de risco

Saber classificar uma situação de risco é bastante importante na hora do atendimento ao paciente. Por meio de uma análise prévia, é possível prestar atendimento àqueles que necessitam de uma conduta imediata. Dessa forma, é necessário identificar avaliação primária do paciente, tais como sinais vitais, nível de consciência, dor e até de movimentação e limitações de seu corpo. Com essa avaliação o profissional observa os riscos e adapta os serviços de urgência para cada caso.

5- Esteja por dentro dos suportes básicos de saúde

Para situações frequentes na emergência, como parada cardiorrespiratória, o enfermeiro socorrista deve ter atenção imediata, junto com sua equipe. Por meio do Suporte Básico de Vida (SBV) e Suporte Avançado de Vida (SAV), que consistem em manobras técnicas e até invasivas, o enfermeiro aplica habilidades capazes de salvar o paciente.

Essas manobras cruciais são utilizadas no Brasil, meio do protocolo American Heart Association (AHA). Referência no atendimento, devem  as manobras devem ser realizadas por profissionais capacitados para tal atendimento pré-hospitalar.

Ficou interessado em saber mais sobre essas práticas? Participe do Congresso Multidisciplinar de Enfermagem!

 

Comentários