Clicky

Selecione a cidade
4020-9734

Notícias › Educação


5 patrimônios históricos que você não pode deixar de visitar

O lazer pode estar associado ao aprendizado cultural
Por: Henrique Nascimento 17/08/2017 - 12:48 - Atualizado em: 21/08/2017 - 08:10
Teatro Santa Isabel/Foto: Paulo Uchôa
O Teatro Santa Isabel no Recife encanta por sua beleza e exuberância interior/Foto: Paulo Uchôa

Toda cidade tem uma história para contar. Fora dos livros, é possível compreender o passado de um local através de sua cultura, do contato com habitantes e com sua arquitetura. Para preservar as heranças de uma trajetória já percorrida existem os patrimônios históricos que são tombados e conservados.

O Iphan (Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional) é um dos órgãos responsáveis por essa preservação. É por conta da data de nascimento do primeiro presidente do Instituto, Rodrigo Mello Franco de Andrade, que no dia 17 de agosto é comemorado o Dia do Patrimônio Histórico Nacional.

Esses patrimônios não possuem apenas fins didáticos. Na verdade, representam também uma ótima escolha para momentos de lazer e turismo. Veja cinco desses lugares que você precisa conhecer!

Rio Grande do Norte - Forte dos Reis Magos
Em formato de estrela, fica localizado na cidade de Natal no Rio Grande do Norte o Forte dos Reis Magos, como é popularmente conhecido. A fortaleza tem esse nome por conta do dia em que foi iniciada sua construção, 06 de janeiro de 1598, Dia de Reis na religião Católica. O forte aberto para visitação possui canhões expostos, uma capela com fonte de água doce e alojamentos conservados.

Bahia - Pelourinho
O Centro Histórico de Salvador na Bahia é reconhecido pela UNESCO como Patrimônio Cultural da Humanidade e pelo Iphan como Patrimônio Histórico Nacional. Entre os espaços conservados encontra-se o bairro do Pelourinho. O local é marcado por ter sido um conjunto residencial ainda no período colonial brasileiro. Reconhecido pela UNESCO desde 1985, o Pelô, como também é chamado, abriga atualmente um complexo de lojas, butiques e atrações culturais.

Sergipe - Palácio Museu Olímpio Campos
Ainda durante o Brasil Império foi idealizado o Palácio Olímpio Campos, no entanto, sua construção só foi possível anos depois. A inauguração do edifício data o ano de 1863. O palácio foi sede da província de Sergipe na cidade de Aracaju e possui arquitetura eclética com traços neoclássicos. Desde o ano de 1985 o Palácio Olímpio Campos foi tombado por conta da sua importância na história sergipana. Hoje, ele recebe o título de Palácio Museu Olímpio Campos e abriga não só a sua arquitetura preservada, mas obras e exposições de arte.

Palácio Museu Olímpio Campos/Divulgação

Palácio Museu Olímpio Campos/Divulgação

Amazonas - Teatro Amazonas
Um dos símbolos da riqueza de Manaus durante o ciclo da borracha é o monumental Teatro Amazonas. A construção possui estilo renascentista e se destaca entre os patrimônios nacionais por conta de sua cúpula. Inaugurado em 1896, o teatro permanece em atividade. Lá é possível ser agraciado pelo som da Orquestra Filarmônica do Amazonas ou por outras peças e produções culturais.

Pernambuco - Teatro Santa Isabel
Também em atividade, o Teatro Santa Isabel faz parte do conjunto de 14 teatros-monumentos que existem no Brasil. Sua arquitetura neoclássica do início do século XIX ganhou novos contornos modernos após a reforma feita no ano de 2002. Eleito como o melhor teatro do Brasil no ano de 2016 pelo o Prêmio Cenym 2016 de Teatro Nacional, o Santa Isabel está localizado no centro do Recife.

Fachada do Teatro Santa Isabel. Foto: Paulo Uchôa

Fachada do Teatro Santa Isabel/Foto: Paulo Uchôa

 

Além desses lugares incríveis, em cada um desses estados existe uma UNINASSAU. Conheça nossos cursos!

Comentários